Alfa Romeo 800, um camião produzido para a Segunda Guerra Mundial

Clássicos 08 Jul 2020

Alfa Romeo 800, um camião produzido para a Segunda Guerra Mundial

Por Tiago Nova

O Alfa Romeo 800 é um camião que foi produzido pela marca de 1940 a 1947, inicialmente como camião exclusivamente militar, passando depois a ser civil com o final da Segunda Guerra Mundial. A versão militar tem a denominação 800RE, para Regio Esercito, e foi utilizada pelo exército italiano principalmente no norte de África, Rússia e na zona ocupada de França. Em Setembro de 1943, as forças alemãs capturaram vários Alfa Romeo 800 e utilizaram-nos sob a designação de Lastkraftwagen 6,5 t Alpha (i) Typ 800 R.E.

O 800 está equipado com um motor de seis cilindros em linha diesel, com injecção directa de combustível e uma cilindrada de 8.725cc, produzindo 108cv. Acoplado ao motor está uma caixa manual de quatro velocidades e podia atingir os 50km/h de velocidade máxima. Além da variante a diesel, também foram produzidos modelos a gasolina e a gasogénio, mas em menor quantidade. Este veículo pesado tem um peso de 5.500kg e uma capacidade de carga de 6,5 toneladas na versão 800RE. Alguns exemplares têm portas completas, ao invés de só a zona inferior da porta, como na grande maioria dos modelos produzidos.

Chegou a ser produzido um protótipo de uma versão com lagartas atrás, conhecido por half track, designado de CSEM 800RE. CSEM significa Centro Studi ed Esperienze della Motorizzazione, que era o departamento de pesquisa e desenvolvimento do exército.

A versão civil, produzida após o fim da Segunda Guerra Mundial, tem uma grelha com cinco barras horizontais, no entanto, os primeiros exemplares utilizaram as grelhas das versões militares. A cabine foi aumentada, para melhorar o conforto, existindo ainda uma versão com cama na traseira.

Em 1947, o modelo 800 foi substituído pelo 900, sendo virtualmente idêntico ao seu antecessor. O motor passa a ter 9,5 litros de cilindrada e consequentemente a sua potência é aumentada para os 130 cv. Para além do motor, a capacidade de carga também foi aumentada para as nove toneladas e poderia vir equipado com um terceiro rodado com direcção. A produção do 900 durou até 1954, altura em que foi substituído pelo Alfa Romeo 950, que utiliza a mesma mecânica, mas agora tem uma pequena janela atrás das portas da cabine. Este esteve em produção até 1958, quando entrou em produção o Alfa Romeo Mille.

Existiu ainda uma versão, denominada 900 Fuoriserie, que estava equipada com a cabina do 950 e a grelha do modelo 900A com carroçaria de autocarro, além de utilizar vários cromados. Não se sabe quantos exemplares foram produzidos, nem a empresa que os produziu.

Existe também uma versão para transporte de automóveis de competição, o 800A Bisarca, sendo utilizada pela Ferrari, criada num chassis do Alfa Romeo 800 com carroçaria de autocarro e tejadilho mais alto atrás dos bancos da frente, para acomodar os automóveis de competição.

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Alfa Romeo 800 Alfa Romeo 900 Alfa Romeo 950 Ferrari Lastkraftwagen


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment