Chevrolet Monte Carlo SS, a versão mais potente da primeira geração do modelo

Clássicos 22 Jun 2020

Chevrolet Monte Carlo SS, a versão mais potente da primeira geração do modelo

Por Tiago Nova

O Chevrolet Monte Carlo é um coupé de duas portas que foi vendido pela Chevrolet de 1970 a 2007, apesar de ter sofrido uma paragem em 1988, quando foi substituído pelo Chevrolet Lumina, mas voltou em 1995, já de tracção frontal.

A primeira geração foi lançada a 18 de Setembro de 1969, como modelo de 1970, mas a entregas só começaram em força em Fevereiro de 1970, estando em produção até 1972. Foi a única geração em que o motor estava montado na frente, mas numa posição central, ou seja, atrás das rodas da frente. Partilha a plataforma com o Pontiac Grand Prix, utilizando, também, várias peças do Chevrolet Chevelle. O Monte Carlo equipou motores V8 de 5,7, 6,55, 6,6 e 7,4 litros, acoplados a caixa de três ou quatro velocidades manuais, assim como de duas ou três velocidades automáticas.

Mas a versão mais desportiva e com melhores performances era o Monte Carlo SS 454, equipado com o motor LS Turbo-Jet 454 de 7,4 litros de cilindrada, com um carburador Rochester de quadruplo corpo, desenvolvendo 360 cv às 4.800 rpm. Acoplado ao motor só estava disponível a caixa automática de três velocidades Turbo Hydra-Matic.  Além da mecânica, esta versão recebeu ainda melhoramentos ao nível da suspensão, incluindo suspensão autonivelante na traseira, reforços na carroçaria, barras estabilizadoras mais largas, pneus mais largos, dois escapes cromados, jantes Rally de 15” e logótipos “SS 454”. O eixo traseiro tem uma relação de 3,06, mas estava disponível com relações de 2,56 e 3,31. Em 1970 somente 3,823 Monte Carlo SS foram vendidos.

Em 1971, o modelo recebeu alguns melhoramentos, na sua maioria estéticos. Mecanicamente não recebeu grandes alterações, contudo as taxas de compressão dos motores foram reduzidas e, apesar de nos outros modelos a potência ter sido reduzida, no SS 454 a mesma aumentou para os 365 cv, devido à introdução de árvores de cames mais agressivas, retiradas do Chevrolet Corvette 454 e um carburador Holley. Este seria o último ano onde estava disponível a versão SS 454, pois somente 1,919 unidades foram vendidas. Neste mesmo ano, doze Monte Carlo foram exportados oficialmente para a Austrália e convertidos para volante à direita, incluindo quatro SS 454.

1972 foi o último ano da primeira geração do Monte Carlo, com uma alteração drástica na traseira. Neste ano, como já foi dito acima, não havia a versão SS 454, mas a Chevrolet vendeu o Monte Carlo Custom, com alguns melhoramentos na suspensão retirados do SS, mas disponível em qualquer motor.

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Chevrolet Monte Carlo


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment