Chevrolet Camaro RS Supercharged LT4, um restomod feito pela própria marca

Clássicos 14 Jun 2020

Chevrolet Camaro RS Supercharged LT4, um restomod feito pela própria marca

Por Tiago Nova

A segunda geração do Chevrolet Camaro, que comemora este ano os seus 50 anos, foi lançada na Primavera de 1970, sendo mais comprido, mais baixo e mais largo que o anterior e foi a única geração que não teve disponível uma versão descapotável. Com esta nova geração, o Camaro melhorou as performances, principalmente ao nível da direcção e travagem. As versões desportivas tradicionais, como o SS, o Z-28 e o RS existiram também nesta geração. Em 1981 foi o último ano da segunda geração do Camaro, tendo recebido um grande facelift em 1974.

Em 2015, no SEMA Show, em Las Vegas, a Chevrolet Performance apresentou o seu novo motor LT4 numa forma bastante original, instalando-o num Camaro RS de 1970. Este motor V8 de 6,2 litros com compressor, debita 659 cv e 881N m de binário, fazendo dele o motor mais potente da General Motors quando foi lançado. A Chevrolet Performance desenvolveu o motor LT4, que poderia ser adquirido por equipas de competição ou por quem quisesse fazer um restomod, por exemplo, existindo nas variantes de cárter seco ou húmido. O motor LT4 deriva do LT1 utilizado no Corvette Stingray e no Camaro SS de 2016, com algumas alterações, como por exemplo cabeças em alumínio Rotacast mais fortes e com melhor dissipação do calor, válvulas de admissão em titânio mais leves e pistões em alumínio forjados mais resistentes.

O motor instalado neste Camaro, tendo a designação de Camaro RS Supercharged LT4 Concept, era na versão de cárter húmido e foi instalado em conjunto com um sistema de ar condicionado e todas as peças necessárias para a conversão. Acoplado ao motor está uma caixa T-56 Super Magnum de seis velocidades manuais.



O chassis e suspensão foram melhorados para acomodar a alteração do motor. Na frente, a suspensão independente extraída do Corvette Z06 recebeu novos coilovers, assim como a direcção recebeu uma nova caixa de pinhão e cremalheira. Na traseira, a suspensão foi adaptada para um sistema four-link também com coilovers, que assim melhora a sua condução a alta velocidade. A travagem foi extraída do Corvette Z06 Stingray.

Exteriormente, este protótipo foi pintado na cor do Camaro da sexta geração, a Hyper Blue Metallic, com riscas rally brancas. Foram ainda montadas jantes de 19” em alumínio polido, uma grelha frontal única com inspiração no Camaro de 2015 e faróis em LED. No interior recebeu bancos da terceira geração do Camaro, estufados especificamente para o automóvel, assim como um novo painel de instrumentos. Para melhorar a protecção e a rigidez do automóvel foi instalada uma rollcage de seis pontos.


TAGS: Chevrolet Camaro


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment