Dallara F190, o Fórmula 1 marcado pela pouca fiabilidade

Competição 27 Mai 2020

Dallara F190, o Fórmula 1 marcado pela pouca fiabilidade

Por Tiago Nova

O Dallara F190 é um automóvel que competiu na Fórmula 1, construído pela Dallara para a equipa BMS Scuderia Italia, competindo em 1990, mas não conseguindo alcançar qualquer ponto. A BMS Scuderia Italia, foi fundada em 1984, pelo magnata do ferro e entusiasta do desporto motorizado, Giuseppe Lucchini, inicialmente como Brixia Motor Sport, BMS. Competiu na Fórmula 1 de 1988 a 1993, sem grandes resultados, os melhores foram dois oitavos lugares, em 1989 e 1991. Além da Fórmula 1, competiu também no WTCC e FIA GT, e noutros campeonatos de GT’s.

O F190 foi desenhado por Gian Paolo Dallara e Christian Vanderpleyn, com um chassis monocoque construído em fibra de carbono. Está equipado com o motor V8 Ford-Cosworth DFR de 3,5 litros de cilindrada, uma variante do DFV, mas que do anterior só mantém o V8 de 90 graus, desenvolvendo uma potência na ordem dos 630 cv. O motor está acoplado a uma caixa da Dallara de seis velocidades manuais. Durante a temporada de 1990, utilizou combustíveis Agip e pneus Pirelli.

Dois chassis foram construídos para os italianos Andrea de Cesaris e Emanuele Pirro. Pirro falhou as duas primeiras provas, após lhe ter sido diagnosticado com hepatite, e foi substituído nesses GP por Gianni Morbidelli. Logo no primeiro Grande Prémio de 1990, o dos EUA, os problemas começaram, Morbidelli não se conseguiu qualificar, enquanto Cesaris qualificou-se em terceiro lugar, mas abandonou a corrida com problemas no motor, quando rodava em quinto. Dos 16 Grande Prémio de 1990, a equipa só conseguiu terminar sete, com uma desqualificação, a de Cesaris no Grande Prémio da França. Os melhores resultados foram dois décimos lugares, o de Pirro no Grande Prémio da Hungria e de Cesaris no Grande Prémio de Itália.

Hoje os dois chassis construídos ainda existem e aparecem em algumas provas de Fórmula 1 Históricos.


TAGS: BMS Scuderia Italia Dallara F190


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment