Entusiasta recria fotografias icónicas do Audi Quattro de Grupo B em Lego

LifeStyle 21 Mai 2020

Entusiasta recria fotografias icónicas do Audi Quattro de Grupo B em Lego

Nesta altura de confinamento, onde nos pedem para ficar em casa, há que pensar no que fazer para assim o tempo passar mais depressa e os Legos são uma boa maneira de passar umas boas horas a construir a nossa “obra de arte”. Quando a isso se junta um Audi Quattro e replicar fotografias icónicas da época, é outro nível.

É sem dúvida alguma que o Audi Quattro é um dos mais importantes automóveis de ralis de todos os tempos, não só pelos resultados alcançados, mas também porque foi o automóvel que uniformizou a tracção integral no WRC. Mas, tudo começou com o pequeno todo-o-terreno Volkswagen Iltis, produzido pela Audi para o exército alemão no final dos anos 70, quando se aperceberam das capacidades da tracção total na neve e no gelo. Não tardou muito para que a Audi iniciasse testes num Audi 80 4×4. Foi então que em 1979, a Audi apresentou pela primeira vez um Audi Coupé, com sistema de tracção integral quattro, motor de cinco cilindros turbo de 2,2L de cilindrada. Em Abril do ano seguinte, era apresentado ao público, no Salão de Genebra, o Ur-quattro.

Em 1984, desenvolveram o Sport Quattro para Grupo B e foi lançado para o mercado de modo a homologar o automóvel nessa categoria, tendo vários elementos únicos, como carroçaria em carbono e Kevlar, distância entre eixos menor para aumentar a dinâmica e um motor capaz de alcançar os 500 cv.

O Quattro foi também o primeiro automóvel a vencer um rali do WRC com uma mulher ao volante, nada mais nada menos que Michèle Mouton, no Rally de Sanremo de 1981. As versões A1 e S2 do Audi Quattro deram à marca alemã o título de construtores em 1982 e 1984 e Hannu Mikkola e Stig Blomqvist foram campeões em 1983 e 1984, respectivamente, ao volante do Audi Quattro. Após 24 vitórias em ralis do WRC, a Audi fixou o objectivo de vencer a Pikes Peak International Hill Climb, conhecida como “a corrida até às nuvens”, vencendo em 1985 com Michèle Mouton e em 1987 com Walter Röhrl.

Obviamente, que com estes pergaminhos, não faltaram fotografias da época com esta máquina diabólica e Dominic Fraser começou a replicar essas fotografias, mas com uma grande diferença, as fotografias seriam tiradas com um Audi Quattro da Lego. Numa altura de confinamento, Dominic aproveitou para juntar duas das coisas que mais gosta, fotografia e o Audi Quattro, o seu automóvel de sonho.

Todas as cenas são recriadas em Lego, incluindo os espectadores, árvores, montanhas, tudo o que possa estar na fotografia. Dessa forma, Dominic teve de pedir aos seus filhos, para dispensarem um pouco a sua colecção de Legos, para reproduzir as fotografias. Obviamente que, para nós portugueses, a foto mais icónica é a tirada no salto de Fafe, com toda a multidão junto ao caminho do Audi Quattro.

De salientar que Dominic é fotografo profissional e chegou a ser requisitado por várias marcas, como a Aston Martin, Bugatti, BMW e Infiniti para a apresentação de modelos novos. Agora, Dominic recebeu até propostas de várias marcas, para fazer o mesmo nos seus produtos oficiais Lego.


TAGS: Audi quattro Lego


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment