Nissan 270X, o desportivo com base num automóvel modesto

Clássicos 10 Mai 2020

Nissan 270X, o desportivo com base num automóvel modesto

Por Tiago Nova

O Salão Automóvel de Tokyo de 1970 foi palco da apresentação de vários protótipos que anteviam o futuro dos superdesportivos das marcas nipónicas. A Nissan não foi excepção e apresentou não um, mas dois protótipos, um de cariz mais desportivo, o 126X do qual já falámos noutro artigo, e o mais acessível 270X, sobre o qual nos vamos debruçar agora.

O design, apesar de diferente, tem algumas semelhanças como o 126X, nomeadamente as linhas em cunha, algo típico destes automóveis na época. O 270X, para ser mais acessível teve por base o chassis do Nissan Cherry, lançado no mesmo ano no Japão e consequentemente, a mesma mecânica.

O acesso ao interior é feito através da abertura de todo o tejadilho para a frente, algo também muito em voga na época. O interior é bastante futurista, com um volante rectangular e um quadrante totalmente digital. O comprimento do 270X é de 4.210 mm, a largura de 1.700 mm, a altura de 1.050 mm e uma distância entre eixos de 2.335 mm.



Apesar do seu aspecto agressivo, as performances ficam aquém pois está equipado com o motor A12 de 1.171 cc de cilindrada, válvulas à cabeça e com um carburador duplo Hitachi, desenvolvendo cerca de 70 cv e 95 Nm de binário. O motor está colocado na frente, numa posição transversal central e, ao contrário do 126X, o 270X por ter a base do Cherry a potência é enviada para as rodas frontais.


Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube