Citroën recriou o Golden Scarab utilizado na expedição ao Saara em 1922

Clássicos 09 Abr 2020

Citroën recriou o Golden Scarab utilizado na expedição ao Saara em 1922

No Rétromobile de 2020, realizado no passado mês de Fevereiro, a Citroën levou até à exposição o Citroën Golden Scarab ou Scarabée d’Or em francês. No entanto, este não foi o mesmo utilizado na expedição ao deserto do Saara realizado em 1922, mas sim uma réplica.

 

Utilizando o facto de Argélia ser uma colónia francesa, a Citroën decidiu que seria interessante atravessar o deserto tórrido do Saara de automóvel e foi isso que aconteceu em Dezembro de 1922. André Citroën mandou dois amigos seus, Georges-Marie Haardt e Louis Audouin-Dubreuil, assim como uma equipa de suporte, para o deserto em cinco Citroën semi-lagartas, desenhados para superar as dificuldades do terreno.

 

Cada um dos cinco automóveis tinha um nome, sendo eles o Golden Scarab, Silver Crescent, Flying Turtle, Sacred Cow e Crawling Caterpillar. Eram baseados no Citroën Type B2 10cv, mas com uma grande alteração, pois tinham lagartas Kégresse na traseira, ao invés de rodas. Assim, conseguiam distribuir melhor o peso sobre o terreno. As lagartas foram desenhadas por Adolphe Kégresse para o exército antes de Revolução Russa, sendo produzidas em borracha. O motor que equipava estes automóveis era de quatro cilindros em linha, de 1,5 litros de cilindrada, produzindo 20 cv às 2.100 rpm e acoplado a uma caixa de três velocidades.

 

Com os automóveis equipados com o que de melhor existia na altura, a equipa embarcou numa expedição de 3.600 km com início em Touggourt, na costa do Mar Mediterrâneo, e terminaria em Timbuktu, no outro lado do deserto, fazendo algo nunca antes feito, atravessar o Saara num automóvel. Com o sucesso da viagem de ida, a equipa decidiu voltar pelo mesmo caminho, fazendo o dobro dos quilómetros.

 

Uma grande inovação da época, o rádio, permitia que as pessoas estivessem a seguir a expedição na França, pois era um grande orgulho para o país assim como para a Citroën.

 

Devido ao grande sucesso esta aventura, Haardt e Audouin-Dubreuil voltaram a realizar mais duas expedições, a Expedição Negra, no centro de África, e a Expedição Amarela no este asiático, com a cada uma a utilizar novos semi-lagartas, melhorados com os conhecimentos adquiridos das anteriores expedições. Na terceira expedição, Haardt sucumbiu de uma doença e faleceu em Hong Kong, em 1932.

 

O modelo levado ao Rétromobile de 2020 é uma réplica do Golden Scarab, não estando presente em nenhuma expedição. Foi criado por estudantes de Arts et Metiers da escola profissional Chateau d’Epluches. Foram necessárias mais de 50.000 horas, para recriar esta réplica, com a apresentação a acontecer a 13 de Maio de 2019, aquando das comemorações do centenário da marca francesa, juntando-se assim ao modelo real que fez a expedição em 1922.

 

Golden Scarab
The expedition
Andre Citroen
Flossie
CITROEN_SCARABEE_DOR_TRAVERSEE_SAHARA_1922-500x418
SCARABEE_21.216-5c4ce9c74738d
The expedition convoy en route
CITROEN_SCARABEE_D_OR_1©CITROEN-COMMUNICATION1-1440x958
Citroen-resurrection-of-the-Golden-Scarab-3
student2
Bussula
reproduction tracks
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Golden Scarab
The expedition
Andre Citroen
Flossie
CITROEN_SCARABEE_DOR_TRAVERSEE_SAHARA_1922-500x418
SCARABEE_21.216-5c4ce9c74738d
The expedition convoy en route
CITROEN_SCARABEE_D_OR_1©CITROEN-COMMUNICATION1-1440x958
Citroen-resurrection-of-the-Golden-Scarab-3
student2
Bussula
reproduction tracks
previous arrow
next arrow
Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube