Mercado 07 Fev 2020

Mercedes-Benz 710 SS pode chegar aos 8 milhões de euros em leilão

O leilão da edição de 2020 da Rétromobile realiza-se hoje, e como seria de esperar incluiu uma grande variedade de automóveis excepcionais. Os 116 lotes incluem vários motociclos e automóveis, do pré e pós-guerra, de marcas como Talbot, Delahaye, Facel, em diferentes graus de condição e preço, e até o primeiro carro de Fórmula 1 da Ferrari conduzido por Michael Schumacher. Todavia um ds automóveis em destaque é um dos mais importantes e valiosos Mercedes-Benz alguma vez produzidos.
 
O lote 45 é um Mercedes-Benz 710 SS de 1929, originalmente encomendado como chassis pela Mercedes-Benz de Nova York. Depois do chassis ter marcado presença no New York Automobile Show de 1930, foi comprado por um importador de Nova York e enviado de volta para a Europa. Sediado em Paris, Howard ‘Dutch’ Darrin produziu a carroçaria desportiva com linhas de enorme elegância. Originalmente pintado de branco, o 710 SS foi vendido a um coleccionador americano e posteriormente passou pelas mãos de outros proprietários, antes de ser totalmente restaurado e pintado de preto.
 
O que diferenciava o 710 SS dos outros automóveis da época era o facto de possuir um motor sobrealimentado de seis cilindros em linha e 7065 cc, que produzia 200 cv, mais do dobro e até o triplo do que a maioria dos automóveis da altura. Esta potência dotou o Mercedes-Benz 710 SS de uma velocidade máxima de 225 km/h, um número surpreendente para a época. Apenas 111 exemplares foram construídos e muito poucos chegaram aos tempos de hoje e muito menos em condições tão originais.

 
A Artcurial estima que o valor da venda se fixe entre os 6 e os 8 milhões de euros.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

 
Imagens: Alex Penfold


TAGS: Mercedes-Benz 710 SS


PARTILHAR:

Mais Populares

Deixe um comentário

avatar