Snapshot: Mónaco clássico

Arquivos 29 Jan 2020

Snapshot: Mónaco clássico

Por Ricardo Grilo

Locomotiva da série 141R dos SNCF passa sobre a curva “Le Portier” no circuito do Grande Prémio do Mónaco de 1955. Em baixo, no circuito, podemos ver um dos diversos Maserati 250 F inscritos na prova.
 
Omnipresentes na rede ferroviária francesa, 1323 destas locomotivas 141 R, denominadas localmente como “Américaines” tinham sido recebidas ao abrigo do programa de “Lend-Lease” para apoio dos países aliados, entre o mês de Novembro de 1945 e o mês de Setembro de 1947.
 
Tratava-se de uma versão adaptada pela “Baldwin Locomotive Works” para as especificidades dos caminhos-de-ferro franceses, baseando-se nas máquinas do tipo “Light Mikado” da USRA (U.S. Railway Administration) um modelo “standard” de locomotiva fácil de produzir, resistente e com boa capacidade de tracção.
 
Pelas suas características rústicas as 141 R iriam suplantar as locomotivas locais, mais complexas e sofisticadas porém mais frágeis e difíceis de operar, acabando por ser as derradeiras máquinas a vapor em serviço nos SNCF, corria já o ano de 1974.
 
No caso do exemplar da foto, trata-se de uma locomotiva do derradeiro lote recebido em 1947, estando já equipado com as rodas fundidas do tipo “Boxpok” com rolamentos esféricos em vez das tradicionais chumaceiras das locomotivas a vapor.
 
Quanto ao Grande Prémio, o vencedor seria o francês Maurice Tringtignant, ao volante de um Ferrari.
 

 
Imagem colorida por Ricardo Grilo


TAGS: Grande Prémio do Mónaco Maserati 250 F


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment