Snapshot: Os quatro cavaleiros da F1 no Autódromo do Estoril

Arquivos 19 Jan 2020

Snapshot: Os quatro cavaleiros da F1 no Autódromo do Estoril

Por Pedro Cegonho

GP de Portugal, 1986. Bernie Ecclestone, na altura chefe de equipa da Brabham, teve a ideia de reunir os quatro carismáticos pilotos – Ayrton Senna, Alain Prost, Nigel Mansell e Nelson Piquet – para uma fotografia no muro do mítico Circuito do Estoril, antes do início da corrida. Desta ideia resultaram quatro peculiares fotografias, algumas versões mais conhecidas que outras, que retratam as várias perspectivas deste momento único.

 

A fotografia em destaque é talvez a mais conhecida, um verdadeiro quadro de lendas que ficará para a posteridade, numa das épocas mais marcantes da Fórmula 1.

 

 

A segunda fotografia é uma versão idêntica à primeira, não fosse o facto de Piquet, em tom de brincadeira, ter enfiado um dedo no ouvido de Prost, para grande risada de Mansell. É uma prova de que, acima da rivalidade em pista, estes pilotos nutriam grande amizade e respeito entre si.

 

 

Curiosa também é esta versão, numa perspectiva a 180°, que nos dá uma ideia dos “bastidores” das restantes fotografias.

 

 

Por fim, a versão menos conhecida da fotografia, talvez pelo pior enquadramento ou devido à distracção de alguns dos elementos. Ainda assim, permite vislumbrar alguns detalhes curiosos, tais como o grande apoio nas bancadas aos dois pilotos brasileiros, o curativo na mão de Senna (consequência das caixas manuais e direcções da época) ou o sapatinho “de fugir à polícia” que Alain Prost utilizava.

 

Ainda hoje considerados por muitos os melhores pilotos de sempre na história da modalidade, foram estes mesmos homens que ocuparam os quatros primeiros lugares na classificação deste Grande Prémio, com a vitória de Mansell, seguido de Prost, Piquet e Senna.

 

 


TAGS: Alain Prost Ayrton Senna Circuito do Estoril Nelson Piquet Nigel Mansell


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment