Indianapolis Motor Speedway Museum restaura Lotus 29 de Dan Gurney

Clássicos 07 Jan 2020

Indianapolis Motor Speedway Museum restaura Lotus 29 de Dan Gurney

O Indianapolis Motor Speedway Museum tem um vasta colecção de automóveis de competição, entre eles o Lotus 29 com o chassis 29/1, que Dan Gurney conduziu na Indianapolis 500 de 1963, terminando na sétima posição. No entanto, necessitava de um restauro para voltar ao pleno funcionamento, algo que começou no final de 2019.
 
Mas a cor em que está pintado agora, não é a mesma que Gurney utilizou na prova. Quando Gurney chegou a Indy com a Lotus, o seu Lotus 29 estava pintado de azul e branco. Já o seu colega de equipa, Jim Clark, conduziu o chassis 29/3, com as clássicas cores da Lotus, verde e amarelo, e terminou em segundo lugar, .
 
Gurney deveria ter utilizado o chassis 29/2 na prova, mas este teve um acidente durante os treinos, sendo forçado a utilizar o chassis 29/1, que era o protótipo de desenvolvimento. Assim sendo, o automóvel foi repintado nas cores de Gurney, o branco e azul. Após a corrida de Indianapolis, Gurney utilizou o 29/1 noutras provas no ano de 1963, mas nunca mais o voltou a conduzir depois desse ano. Em 1973, a Ford, proprietária do Lotus 29, doou o automóvel ao Indianapolis Motor Speedway Museum, onde ainda permanece até hoje. Já nessa altura, o 29/1 estava pintado de verde e amarelo, acreditando-se ser as cores originais do chassis.

 
A prova Indianapolis 500 de 1963 foi a estreia da Lotus nas competições de IndyCar. Apesar do Lotus 29 não ser o primeiro automóvel da disciplina a ter motor atrás do condutor, foi o primeiro a provar que essa configuração tinha potencial. Dan Gurney entrou na prova de 1962 com um automóvel de motor traseiro e foi o próprio que pediu a Colin Chapman para desenvolver um modelo semelhante para a prova de 1963. O motor seleccionado foi o Ford V8 de 4,2 litros, equipado com carburadores Weber, produzindo 376 cv, enviados para as rodas traseiras através de uma caixa Colotti T.37 de duas velocidades manuais. No total foram produzidos três exemplares.
 
Para o restauro, o Lotus 29 foi todo desmontado, peça por peça, com um custo total de 90 mil dólares, vindo de um crowdfunding. Espera-se que o automóvel esteja pronto ainda este ano.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Dan Gurney Indianapolis Motor Speedway Museum Lotus 29


PARTILHAR:

Mais Populares

Deixe um comentário

avatar