Estoril Classics: O triatlo dos automóveis

Eventos 30 Out 2019

Estoril Classics: O triatlo dos automóveis

Por Joel Araújo

“Ama o que fazes, e não terás que trabalhar um dia na vida.” Já teve oportunidade de ler esta frase em todo o lado: blogues inspiradores, artigos sobre empreendedorismo, estórias de instagram de personal coaches, e até do seu amigo desempregado. Não podia discordar mais com ela.
 
Amar dá trabalho, e trabalhar pode ser cansativo, pode ser chato, ou pode ser penoso, principalmente quando segunda-feira a vida volta ao normal. Se amar bastasse, teria usado este fim-de-semana para descansar, ligar o Netflix e meter as séries em dia. Afinal amar basta. Não basta, e pelos vistos milhares de aficionados concordam comigo. O nosso amor levou, em alguns casos, a percorrer centenas de quilómetros, levantar cedo da cama e suportar a ventania do Estoril por três dias, com a constante ameaça de chuva à mistura.
 
Em 2018 apelidei este evento de “O triatlo dos automóveis”, uma fórmula vencedora e única em Portugal, onde três dos eventos mais relevantes do calendário nacional dos clássicos se reúne num único fim-de-semana. O Concours d’Elegance nos jardins do Casino do Estoril, a especial nocturna do Rali Portugal Histórico ACP nos troços históricos da Serra de Sintra, e a parafernália de corridas no Autódromo Fernanda Pires da Silva, popularmente conhecido como Circuito do Estoril.

 
Esta região de Lisboa vive os automóveis de uma forma muito particular e como dizia Zeca Afonso, “em cada esquina um amigo”, a começar pelo hostel onde fiquei, num tranquilo bairro típico de Cascais. Ainda nem as malas tinha pousado em Lisboa, e já me cruzava com uma cara conhecida destas andanças: Duarte Pinto Coelho, tem a sua pequena e especial garagem mesmo de frente para a janela do meu quarto. Com um começo assim, o fim-de-semana tinha tudo para dar certo.
 
Sexta-feira foi passada maioritariamente nos jardins do casino, acompanhado mais uma vez pelo amigo e fiel guia lisboeta, aspirante a “detailer” de carros de bombeiros e conhecedor das melhores pizzarias da marina de Cascais, António Paquete. Como é costume, fui informado dias antes que “este ano vamos levar algo especial ao concurso de elegância, depois vês”. Quando cheguei ao Casino, a surpresa fazia corar de tão vermelha que era: um Citroën de 1934 pertencente aos Bombeiros de Cacilhas, apelidado de “O Barbeiro” devido aos típicos bancos de barbearia que sentariam os bombeiros, sem o mínimo de segurança ou apoio, a toda a velocidade pelas ruas da capital em meados do século passado.
 
António, pai, abraçou com carinho o projecto de ter pronto este carro tão pouco comum neste tipo de eventos, a tempo do concurso de elegância. O que este gigante vermelho com bomba de água Delahaye tinha a menos em aerodinâmica, compensa com carisma. Toda a gente parava para olhar, tirar fotos ou pedir para os mais pequenos subirem aos bancos. Tamanho desplante era assistido com o olhar atento dos seguranças do evento, que decerto não estarão habituados a ver o público interagir de forma tão directa com as peças a concurso.
 
Com o avançar da hora, e sabendo do quão penosas iam ser as horas de escuridão e pó na Serra de Sintra, houve lugar a um jantar animado organizado pelo António, exclusivo à “malta dos carros”, onde o assunto predominante à mesa não foi decerto miúdas ou futebol. De cima de uma perda enorme, a centímetros de uma queda mortal, o Rali Portugal Histórico foi divertido de assistir, não fosse pela falta de diversidade entre as máquinas dos participantes, levando alguns a descrever a especial cronometrada como “um desfile de Porsche 911”.
 
Os dois dias seguintes seriam passados quase exclusivamente no Autódromo do Estoril, que não mudou muito o plantel desde o ano passado, à excepção da adição da participação da “Amicale Spirit of Speed”, o maior clube europeu de coleccionador de motas antigas de competição. O Estoril Classics com o seu leque de automóveis de competição míticos, décadas de história, sob um pano de fundo belíssimo do Estoril, continua a ser a melhor ideia que alguém já teve para um evento. Superado apenas pelo Bananeiro em Braga, claro.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

 
Fotografias: Joel Araújo


TAGS: Estoril Classics


PARTILHAR:

Mais Populares

Deixe um comentário

avatar