Raro Porsche 924 Carrera GTS Clubsport vendido por mais de 350 mil dólares em leilão

Mercado 03 Out 2019

Raro Porsche 924 Carrera GTS Clubsport vendido por mais de 350 mil dólares em leilão

O Porsche 924 foi um modelo que vendeu bastante bem e conseguiu com que a Porsche se mantivesse no activo, no entanto, era um modelo pouco potente e nunca foi tão apreciado como o 911. O 924 nasceu de um projecto desenvolvido entre a Porsche e a Volkswagen, que não tinha o conhecimento necessário para a produção de um automóvel desportivo. Assim a Porsche desenvolveu um automóvel desportivo, com boa aerodinâmica e distribuição de peso de 48/52, com um motor arrefecido a água, montado na frente e uma caixa de velocidades montada atrás, em formato transaxle. O 924 esteve em produção de 1976 a 1988, altura em que foi substituído pelo Porsche 944.
 
O motor teria de ser da Volkswagen, algo exigido pela marca e nesse sentido a Porsche escolheu o EA831, de quatro cilindros em linha e 2.0 litros de cilindrada, o mesmo motor utilizado no Audi 100, no entanto, não estava exactamente igual, já que a Porsche modificou a cabeça, entre outros componentes.
 
Não demorou muito tempo até que os 924 começassem a competir e daí nasceu o 924 Carrera GT, uma versão de homologação para Grupo 4 da classe de dois litros, com base no 924 Turbo. O motor EA831 recebeu bastantes alterações e foi adicionado um turbo e um intercooler, para desenvolver 210 cv. A redução de peso também foi levada a sério, sendo retirados cerca de 150 kg. Para além disso, foram montadas abas maiores à frente e atrás, para aumentar a largura de vias.

 
Em 1981, com os avanços no programa de competição do 924, a Porsche lançou o 924 Carrera GTS, como uma evolução do anterior para nascer o 924 GTP. Esta versão era idêntica à anterior, mas em vez de ter os faróis escamoteáveis, vinha com estes dentro de acrílico, além de uma abertura maior nos pára-choques da frente. O motor também recebeu melhoramento e passou a debitar 245 cv às 6250 rpm, para um peso de apenas 1043 kg, graças ao uso de fibra de vidro e acrílico nos vidros. O motor está acoplado a uma caixa transaxle Getrag G31/03 de cinco velocidades, com diferencial autoblocante a 40% e radiador para o seu arrefecimento. A suspensão foi substituída por coil-overs da Bilstein nas quatro rodas e recebeu a travagem do Porsche 930 Turbo.
 
A versão 924 Carrera GTS Clubsport tinha um motor ainda mais potente, com maior cilindrada, agora 2093 cc e um maior intercooler, para debitar 275 cv a uma pressão de 1.1 bar. Na época em que foi vendido, este era o Porsche mais rápido alguma vez produzido. Somente 50 exemplares do Carrera GTS foram produzidos, o requerido para um modelo de evolução, e muito poucos na versão Clubsport, todos eles pintados de vermelho.
 
No interior, o Carrera GTS Clubsport tinha montada uma rollcage da Matter, instrumentação VDO, volante com material aderente e um par de backets inspiradas nas do 935, com cintos Autoflug. Para reduzir ainda mais o peso os bancos traseiros foram removidos e desse modo, permitindo assim montar o depósito de combustível de 120 litros. Existia como opção um sistema de extinção de incêndio Halon.
 
Este exemplar é um dos poucos 924 Carrera GTS Clubsport, vendido novo nos EUA em 1981, através do concessionário Bob Hagestad Porsche-Audi, em Denver, mas como não o podia matricular, ficou guardado na sua colecção e raramente o utilizava, totalizando somente 47 km no odómetro. Foi vendido em Agosto de 2005 ao seu segundo proprietário, John Dixon. No dia 28 de Setembro foi levado a leilão pela RM Sotheby’s, como parte da colecção Taj Ma Garage, sendo arrematado por 357 mil dólares.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Porsche 924 Carrera GTS Clubsport RM Sotheby's Taj Ma Garage


PARTILHAR:

Mais Populares

Deixe um comentário

avatar