Michael Schumacher melhora e já assiste a corridas de Fórmula 1 pela televisão

Competição 05 Ago 2019

Michael Schumacher melhora e já assiste a corridas de Fórmula 1 pela televisão

Quem o diz é Jean Todt, actual presidente da FIA e antigo presidente da equipa de Fórmula 1 da Ferrari e grande amigo de Schumi, afirma que ambos viram o Grande Prémio da Alemanha, na casa do sete vezes Campeão do Mundo de Fórmula 1, na Suíça. Esta afirmação foi feita à Radio Monte Carlo, para além de que diz que existem melhorias significativas, mas a comunicação continua a ser bastante limitada.
 
Foi Jean Todt foi o grande responsável por Schumacher ir para a Scuderia Ferrari e desde então ambos partilharam uma amizade muito forte. Após o acidente de Schumacher, em 2013, Todt visitou-o imensas vezes, para dar apoio tanto a ele como à família. A família continua a lutar, tal como o próprio Michael para a sua melhoria.
 
Michael Schumacher nasceu a 3 de Janeiro de 1969, na Alemanha. Começou a sua ligação aos automóveis com apenas quatro anos, quando teve o seu primeiro kart, utilizando no kartódromo que o seu pai geria, em Kerpen, na Alemanha. Aos 14 anos iniciou a sua carreira e em 1987 passa a competir na Fórmula König, onde foi campeão. Em 1988 passa para a Fórmula Ford e fica em segundo lugar do campeonato. Em 1989 sobe para a Fórmula 3, ficando em terceiro, vencendo no ano seguinte. Em 1990 foi escolhido pela Mercedes-Benz para participar numa formação de jovens promissores e no final do ano fez a última jornada do DTM num automóvel oficial, um Mercedes-Benz 190E 2.5-16V Evolution 2, terminando logo na primeira curva, quando embateu no automóvel de Johnny Cecotto.
 
Em 1991 prosseguiu com a Mercedes-Benz nos Sport Protótipos, vencendo uma corrida e voltou a fazer algumas provas no DTM, pela equipa Zakspeed, sem resultados de relevo. Nesse ano ainda participou numa prova da Fórmula Nippon, no Japão, ficando em segundo lugar. Foi também em 1991, que Schumacher faria algumas provas na Fórmula 1, inicialmente pela Jordan, e posteriormente pela Benetton, equipa onde obtém dois títulos, em 1994 e 1995. Fica na Benetton até 1996, quando se muda para a Ferrari, tendo como objectivo terminar um jejum de 15 anos, onde nenhum piloto da Scuderia havia sido campeão. Mas só em 1999 e após sete corridas sem participar, devido ao acidente no Grande Prémio da Grã-Bretanha, onde fracturou uma perna, é que ajudou a Ferrari a ser campeã de construtores, não obtendo este título desde 1983. De 2000 a 2004, Schumacher conquistou cinco títulos consecutivos, algo nunca antes feito por nenhum piloto.
 
Em 2006 seria o seu último ano na Fórmula 1, antes de regressar novamente em 2010, para defender as cores da Mercedes-Benz. Ficou até 2012, quando deixou de vez a disciplina rainha do desporto motorizado.
 
Os feitos de Schumacher são incríveis, foi sete vezes Campeão do Mundo de Fórmula 1 e detém inúmeros recordes, como os pontos marcados e mais corridas ganhas numa única temporada, em 2004. Em 2002 tornou-se o primeiro piloto de história da Fórmula 1 a terminar todas as corridas da temporada nas três primeiras posições. Michael, juntamente com o seu irmão Ralf, são os únicos irmãos a vencer corridas na Fórmula 1, sendo também os primeiros a ficar em primeiro e segundo, no Grande Prémio do Canadá em 2001 e novamente em 2003.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Michael Schumacher


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment