Modernos 06 Jun 2019

Gordon Murray revela detalhes do sucessor do McLaren F1

Concebido com os mesmos standards de engenharia que o célebre McLaren F1, o T.50 melhora consideravelmente todos os aspectos do seu antecessor. Com motor central, tracção traseira, caixa de velocidades manual e posição de condução central, o T.50 promete uma experiência de condução sem igual.
 
O motor, concebido pela Cosworth, é um V12 de 3.9-litros naturalmente aspirado, desenvolve 650 cv de potência e 450 Nm de binário e tem um regime máximo de 12.100 rpm, tornando-o assim o motor com a maior velocidade de funcionamento para automóveis de estrada. Com um peso de somente 980 kg, o T.50 promete um grau de envolvimento do condutor único.
 

 
Gordon Murray acrescenta: “Não tenho qualquer interesse em perseguir recordes de velocidade máxima e acelerações. O foco é entregar a mais pura, mais compensadora experiência de condução do que qualquer outro supercarro alguma vez construído… mas fiquem tranquilos, será muito rápido!”
 
Para ajudar a tudo isto, o T.50 será dotado da aerodinâmica mais sofisticada para um automóvel de estrada. Além do efeito de solo gerado pela zona inferior, o fundo do automóvel, com sistemas dinâmicos e interactivos, o T.50 será dotado de um extractor de 400 mm, similar ao famoso formula 1 Brabham BT46B, também da autoria de Gordon Murray. A tomada de ar dinâmica, no tejadilho, permite a potência do propulsor atingir os 700 cv.
 
Somente 100 unidades serão produzidas, com um preço a partir de 2 milhões de libras mais taxas, e as entregas começam no princípio de 2022.
 

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube