Toyota MR-J, o protótipo que quase substituiu o MR-2

Clássicos 14 Mai 2019

Toyota MR-J, o protótipo que quase substituiu o MR-2

Por Tiago Nova

O Toyota MR-J poderia ter sido o sucessor da segunda geração do Toyota MR-2 e seria a resposta da Toyota aos descapotáveis da época, como o MGF, Fiat Barchetta e BMW Z3, tendo sido apresentado no Salão Automóvel de Tokyo, em 1995. A Toyota entregou o projecto à italiana, CECOMP, empresa que se dedica à construção de protótipos, criada por Giovanni Formeris em 1978, antigo trabalhador da Fiat.
 
Foi desenhado pelo estúdio de design da Toyota em Bruxelas, com tejadilho hardtop, conhecido por “Aerocabin”, que pode ser recolhido electricamente com o pressionar de um botão, uma inovação para a época, a par do protótipo Mercedes-Benz SLK II Concept com um sistema idêntico. Este automóvel é um verdadeiro 2+2 que pode sentar quatro pessoas. A Toyota dizia que sabia bem como deveria ser um automóvel desportivo, responsivo às ordens do condutor, rápido e ágil numa estrada sinuosa. Para a Toyota, a colocação do motor central era a melhor forma de atingir esses objectivos.
 
Foi também o ponto de maior interesse no Salão de Chicago de 1996, e foi aí que foi posto à prova, no que à reacção do público diz respeito. No entanto, a Toyota não seguiu em frente com este conceito, principalmente porque o tejadilho seria muito caro de produzir. Avançando com a terceira geração do MR-2, com capota mais convencional.

 
O MR-J está equipado com um motor de quatro cilindros, com 1762 cc de cilindrada, dupla árvore de cames à cabeça e 20 válvulas, com variador de fase VVTi, debitando 170 cv e 167 Nm de binário. O motor estava colocado em posição transversal, na zona central do automóvel e emitia a potência para as rodas traseiras. O MR-J estava ainda equipado com direcção e suspensão independente às quatro rodas, para melhorar a condução, com MacPherson na frente. A distância entre eixos era de 2550 mm.
 
A cor pastel predominava no interior do MR-J, juntamente com o cinzento claro. O painel de instrumentos é composto por ecrãs LCD e conta-rotações analógico. Um dos monitores, alterna entre velocímetro ou vários outros manómetros. O outro monitor pode alternar entre o sistema de navegação, o modo do ar-condicionado e sistema de som. Os bancos do MR-J podem ser ajustados consoante as necessidades. Os bancos traseiros podem ser dobrados para baixo ou empurrados, para ter maior espaço de bagagem. A cor exterior com que foi apresentado era de tom laranja, mas nas fotos oficiais o protótipo estava pintado em vermelho.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Toyota MR-J


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment