Ferrari Art Edition: Único exemplar em Portugal foi apresentado na Lionesa

Automobilia 13 Mar 2019

Ferrari Art Edition: Único exemplar em Portugal foi apresentado na Lionesa

Mais de uma centena de pessoas assistiram à apresentação deste importante livro sobre a Ferrari.
 
Trata-se de um de apenas 250 exemplares numerados e o único que foi vendido em Portugal. Muito mais do que um livro, o Ferrari Art Edition da Taschen é uma obra de arte que, por acaso, também é um livro.
 
É composto por três componentes distintos. Um livro, com fotos inéditas dos arquivos da Ferrari. Encadernado na mesma pele utilizada nos automóveis Ferrari, distingue-se ainda pelo símbolo oficial da marca italiana, o cavalinho empinado. É a primeira vez que um objeto que não é um automóvel recebe este símbolo.
 

Foram produzidos apenas 250 exemplares da edição mais exclusiva do livro

 
Depois, existe a caixa em que o livro é guardado. É feita em alumínio e reproduz, com o mesmo nível de acabamento, as cabeças de motor de um V12 Ferrari, incluíndo os as tampas pintadas de vermelho.
 
Finalmente, o suporte desenhado por Mark Newson, imitando os escapes de um Ferrari de competição. Os primeiros exemplares, do 1 ao 250, têm os três componentes e estão assinados por Sergio Marchionne, Piero Ferrari e John Elkann. O preço deste conjunto era de 25.000 euros, mas já estão todos vendidos. O exemplar português tem o número 248/250.
 
O livro e a caixa em alumínio fazem parte das edições 251-1947. O preço é de 5000 euros e ainda existem alguns exemplares disponíveis. A Livraria Lello, no Porto, aceita encomendas para esta edição.
 

Apresentação e tertúlia na Lionesa 

 
Pouco passava das 11h00 quando os motores de dois Ferrari ecoaram no corredor central da Lionesa, em Leça do Balio. Era o toque de chamada para o início do evento. Alguns minutos depois, Cristina Sánchez, da Taschen, revelou o Ferrari Art Edition ao público presente. Depois, abriu a caixa de alumínio e expôs a magnífica capa, com o reluzente Cavallino. Usando luvas brancas, manuseou as páginas do livro com mestria.
 

 
Todos os presentes foram convidados e folhear o livro, utilizando sempre luvas brancas. Afinal, esta é uma obra de arte em que podemos mexer, mas com cuidados especiais.
 
Hélio Oliveira, colaborador do Jornal dos Clássicos, foi o primeiro a navegar pelas suas páginas, seguido de todos os entusiastas que assistiram ao evento.
 

Bruno Vieira, do grupo Maranello Legacy, no seu test-drive ao livro

 
A seguir, André Vieira, do grupo Maranello Legacy, explicou o fascínio da Ferrari na perspectiva do proprietário Ferrari. Armando Costa contou como foi importante a presença da Ferrari nas corridas, nos anos 50 e 60, particularmente nas corridas do Circuito da Boavista e em Vila Real.
 
Intervenção de Armando Costa

 
De seguida, Adelino Dinis, continuando o mote da história, fez uma apresentação sobre a história da Ferrari em Portugal. Recordaram-se nomes como os de Casimiro de Oliveira, Vasco Sameiro, Horácio de Macedo e Aquiles de Brito, mas também João Gaspar, o primeiro agente da marca italiana em Portugal.
 
Apresentação sobre a história da Ferrari

 
O evento terminou com um almoço no restaurante italiano Famiglia, integrado no centro empresarial da Lionesa.
 
Foi mais um interessante capítulo na história da Ferrari em Portugal.
 
Eduarda Pinto e Pedro Pinto

 

 



PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment