Arquivos 26 Fev 2019

“Torpedo”: Um insólito em NASCAR

Por Ricardo Grilo

Talvez o mais raro e insólito carro que alguma vez participou numa prova da NASCAR tenha sido este Tucker 48 “Torpedo” de 1948 (chassis #1004) que Joe Merola estreou num evento de 200 voltas, disputado no “Canfield Motor Speedway, no dia 30 de Maio de 1950.
 
No entanto, um semieixo partido levaria o elegante coupé a encostar logo na primeira volta. Uma avaria normal no Tucker 48, equipado com um motor traseiro de seis cilindros horizontalmente opostos e 5,5 litros de cilindrada, capaz de ultrapassar uns brutais 500 Nm de torque.
 
A história do Tucker em competição começou quando um negociante de carros de Pittsburgh adquiriu o Tucker “Torpedo” chassis #1004 cinza metalizado e o cedeu a Joe Merola para este correr com as cores do “stand”. Aliás, o nº12 escolhido era o número da porta do estabelecimento que comercializava viaturas usadas.
 
Uma segunda aparição nas ovais da NASCAR ocorreria ainda em 1950, num desafio que iria colocar o potente Tucker 48 a competir com o vencedor da prova da “Nascar Grand National” disputada no “Monroe County Fairgrounds” em Rochester. Apurado o vencedor, seria Curtis Turner com um Oldmobile 50 a competir contra o Tucker que… iria de novo partir um semieixo na primeira volta!
 
Terminava assim a carreira desportiva do Tucker 48 “Torpedo” , um dos mais extraordinários carros americanos do pós-guerra.
 
Mais eficaz e seguro que qualquer outro carro contemporâneo, prometia revolucionar a indústria automóvel mundial. Isto se não tivesse sido a reacção dos três grandes construtores americanos (Ford, GM e Chrysler) que arranjaram maneira de destruir a empresa de Tucker, com boatos sobre a qualidade dos carros e falsas acusações de corrupção e fraude financeira. Quando Preston Tucker conseguiu provar a sua inocência, já tinha um passivo tal que se viu obrigado a abrir falência. Até então tinha construído uns escassos 51 exemplares entre protótipos e modelos de pré-produção, dos quais sobrevivem 47 na actualidade.
 
Em 1988, George Lucas e Francis Ford Coppola produziram e realizaram um filme que narra a história de Preston Tucker e do seu fantástico modelo 48.
 
Detalhe menos conhecido, após ter sido derrotado nos EUA, Preston Tucker tentou reconstruir a sua fábrica no Brasil, tendo em mente produzir o Tucker Carioca, um desportivo de linhas futuristas que retomava algumas das ideias do modelo 48. No entanto a sua morte em 1956 iria travar o projecto.
 
A foto colorida mostra o Tucker 48 #1004 exposto no “Stand” que o patrocinava, com as cores com que competiu na NASCAR.
 
Este carro encontra-se actualmente exposto no museu da Toyota, no Japão, pintado em “Bordeaux” metalizado e sem qualquer referência ao seu passado desportivo.
 
Imagem colorida por Ricardo Grilo


TAGS: NASCAR Tucker 48


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment