Rétromobile com recorde de visitantes volta a surpreender

Eventos 14 Fev 2019

Rétromobile com recorde de visitantes volta a surpreender

Durante os cinco dias do evento o Salão Rétromobile foi visitado por 132 mil entusiastas. A marca dos 130 mil visitantes foi, portanto, superada, e o recorde do maior número de visitantes estabelecido em 2015, quando os automóveis da colecção Baillon foram colocados à venda (121.884 visitantes), quebrado.

 

Todos os anos, milhares de entusiastas de todo o mundo acorrem a Paris para admirar as deslumbrantes carroçarias, para se deliciar com as linhas e curvas de automóveis de outras eras e maravilhar-se com uma série de exposições inéditas, todas cuidadosamente preparadas para fazer as delicias dos entusiastas. 

 

Este ano, a Rétromobile teve nada menos do que 620 expositores e quase mil veículos espalhados pelos três salões, totalizando cerca de 72.000 m² de área para exposição – o equivalente a sete campos de futebol. 

 

 

Uma mostra memorável 

 

Os entusiastas de automóveis, desde os mais jovens aos mais velhos, gostaram de descobrir e redescobrir modelos – alguns dos quais nunca tinham visto antes e outros bem conhecidos do público em geral. Na edição de 2019 estiveram em destaque o Berliet T100 conhecido como “gigante do deserto” que surpreendeu as pessoas com as suas dimensões espectaculares e o 60º aniversário do lendário Mini.

 

 

Os fabricantes da indústria automóvel também marcaram presença, com exposições nunca antes vistas, como a Mercedes-Benz, Citroën, Renault, Bugatti, Lamborghini, Porsche, entre outras. Os veículos de duas rodas também estiveram em destaque, quer na exposição Gnome et Rhône, bem como na área reservada à venda de motociclos clássicos. E porque os automóveis clássicos permanecem acessíveis, uma colecção de veículos que estava à venda por 25 mil euros, encantou os coleccionadores, 75% dos automóveis foram vendidos.

 

Leilão Oficial Rétromobile 

 

O leilão oficial da Rétromobile liderado pela Articurial Motorcars realizou 42 milhões de euros, 76% dos lotes foram vendidos e vários recordes de venda em leilão foram conseguidos.

 

O preço mais alto da venda foi alcançado pelo Alfa Romeo 8C 2900 B Touring Berlinetta, de 1939, arrematado por quase 17 milhões de euros. O Serenissima Spyder estabeleceu o recorde de venda em leilão do modelo, ao ser vendido por 4,2 milhões. A fechar o pódio, e com mais um valor recorde, encontramos o Mercedes-Benz SLR Stirling Moss Edition, arrematado por 2,6 milhões de euros.

 

 

Foram atingidos, ainda, os seguintes recordes de venda em leilão:

 

Porsche 916 Prototype «Brutus» (1971) – 953 600 €

Serenissima Ghia GT (1968) – 452 960 €

Serenissima Agena (1967) – 441 040 €

Alpine A110 1800 GP4 Usine (1973) – 369 520

Jaguar MK2 Tour de France (1963) – 298 000 €

Citroën DS 21 Cabriolet (1967) – 244 400 €

Porsche 911 Turbo 3.6 (1993) – 232 440 €

Renault 5 GT Turbo «Alain Oreille» (1990) – 27 416 €

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube