Os cinco modelos da Cadillac que deveria conhecer

Clássicos 11 Fev 2019

Os cinco modelos da Cadillac que deveria conhecer

A Cadillac é uma marca histórica do universo automóvel e, ainda mais, no seio das marcas americanas. A sua história remonta a 1902, quando Henry Ford saiu de uma das suas primeiras empresas, a Henry Ford Company, devido a uma disputa com os investidores. Os investidores William Murphy e Lemuel Bowen contactaram o engenheiro Henry M. Leland, da Leland & Faulconer Manufacturing Company, para preparar a liquidação da empresa. Mas Leland persuadiu os investidores para a continuação da mesma, no fabrico de automóveis, e assim nasceu a Cadillac Automobile Company, fundada a 22 de Agosto de 1902. O nome proveio de Antoine de la Mothe Cadillac, um explorador francês que fundou a cidade de Detroit, em 1701.

 

Em 1909, a General Motors adquiriu a Cadillac, passando a ser a marca de luxo do grupo, além de a que utilizava os chassis para a produção de limousines, ambulâncias, entre outros. A lista que se segue, reúne os cinco modelos mais interessantes da história clássica da marca, poderiam ser muitos mais, mas ficará para uma próxima.

 

Cadillac V-16 Series 90 Aerodynamic Coupe by Fleetwood (1936)

 

 

Apesar de não ter sido muito vendido, devido à época em que foi lançado, na Grande Depressão, o Cadillac V-16 era um dos melhores automóveis da altura, sendo o topo da gama Cadillac. Foi vendido durante dez anos, de 1930 a 1940 e estava equipado com um motor V16, tal como o nome sugere, de 7.4L de cilindrada.

 

Após os Cadillac V-16 serem construídos, eram enviados para outras empresas, para adicionar equipamentos específicos, ou até carroçarias diferentes, como a Fleetwood fez, criando uma carroçaria mais aerodinâmica, tal como o protótipo de 1933, desenhado por Harley Earl. Segundo consta, somente quatro exemplares foram construídos com estas especificações.

 

Cadillac Series 61 (1948-51)

 

 

Desde do final dos anos 30 que a Cadillac adicionou um modelo de entrada na gama, de modo a ser mais acessível, com tecnologia partilhada com outras marcas da GM, lançando assim o Cadillac Series 61, em 1939. Mas foi em 1948, que este modelo sofreu o último grande melhoramento, introduzindo o motor V8 de 5.4L com válvulas na cabeça que debitava 160cv. Além disso, foi o primeiro modelo desenhado após a Segunda Guerra, tendo sido inspirado no avião Lockheed P-38.

 

Foi também com este modelo que a Cadillac alinhou pela primeira vez, a nível oficial, nas 24h de Le Mans, de 1950, com uma equipa de dois automóveis, liderada por Briggs Cunningham. Os dois automóveis eram bastante diferentes, um foi todo preparado para a competição, recebendo a alcunha de “LeMonstre”, enquanto o outro foi deixado praticamente de origem, recebendo a alcunha de “Clumsy Pup”. Este último conseguiu finalizar na 10ª posição da geral, ficando logo atrás o “LeMonstre”.

 

Cadillac Eldorado Convertible (1953)

 

 

O Cadillac Eldorado era um automóvel extremamente caro, pois estava equipado com toda a tecnologia que na época existia. Além disso, esta primeira geração só esteve à venda em 1953 e somente na carroçaria de duas portas descapotável. Só foram produzidas cerca de 530 unidades deste modelo e basicamente era a versão comercial do protótipo Cadillac El Dorado Golden Anniversary, de 1951. Obviamente, que este modelo foi desenhado pelo Harley Earl. Estava equipado com o motor V8 de 5.4L OHV de 160cv, acoplado a uma caixa de 4 velocidades automática Hydra-Matic.

 

Cadillac Eldorado Brougham (1957)

 

 

Apesar do Cadillac Eldorado Brougham parecer de duas portas, este tem portas traseiras suicida. Com o design inspirado na aviação, o objetivo era desviar a atenção das portas traseiras, algo que hoje em dia é usual existir, nos chamados “coupés de quatro portas”. Pelo desenho, adivinha-se que seria um modelo caro e era, sendo todo ele feito à mão. Vinha equipado com suspensão pneumática, cruise control, ar condicionado e tudo no interior era electrificado, incluindo os bancos com memória, equipamentos que hoje estão em voga, mas nos anos 50 eram o pináculo. Poderia trazer como extra um rádio de transístor, produtos de cosmética, perfumes, entre outros. O motor é um V8 de 6.0L com válvulas à cabeça e carburador de duplo corpo. Somente 400 exemplares foram construídos.

 

Cadillac Series 75 Limousine (1959-60)
 

 

Este modelo era ainda mais luxuoso que o Eldorado Brougham e, foi desenvolvido para ser conduzido por um chauffeur. Este modelo continha nove lugares e foram várias as personalidades que tiveram um, como a Rainha Elizabeth II e Elvis Presley. Tudo o que o comprador quisesse, poderia ser montado, pois estes automóveis eram acabados na Fleetwood. O motor V8 OHV via a sua cilindrada aumentar para os 6.4L

 

O exemplar entregue à Rainha Elizabeth II tinha um tejadilho único, com a parte traseira em vidro.


TAGS: Cadillac


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment