Snapshot: Um 4º lugar em Monza depois da extrema-unção

Arquivos 20 Jan 2019

Snapshot: Um 4º lugar em Monza depois da extrema-unção

Por Tatiana Ferreira

Recuemos ao ano de 1976, Nürburgring e à rivalidade assaz que opunha James Hunt e Niki Lauda.

 

A 1 de Agosto de ’76 realizava-se o GP da Alemanha, no circuito de Nürburgring, a corrida esteve para ser cancelada devido às condições da pista depois da chuva torrencial, mas a votação dos pilotos determinou que esta iria mesmo realizar-se.

 

Depois da ida às boxes para trocar os pneus de chuva pelos de piso seco, o Ferrari conduzido por Lauda saiu de pista e perfurou o depósito de combustível. O automóvel incendiou-se e Lauda foi transportado para o hospital de Manheim com queimaduras severas. Dada a gravidade das lesões e a possibilidade de não sobreviver Niki recebeu a extrema-unção.

 

42 dias depois do acidente Lauda voltou à competição em Monza, ficou à frente dos dois colegas da Ferrari na qualificação (Clay Regazzoni e Carlos Reutemann, o último contratado para substituir o austríaco) e terminou a prova num incrível quarto lugar. Na última corrida do campeonato que seria disputada em Fuji continuava na liderança, mas Lauda acabaria por desistir da prova dadas as condições do traçado e à chuva torrencial que teimava em não parar de cair.

 

No ano seguinte venceu o seu segundo título com as cores da Scuderia Ferrari e não se retirou da F1 sem conquistar o terceiro, desta vez pela McLaren. Um percurso invejável para a quem chegou a receber a extrema-unção!

 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Ferrari Niki Lauda


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment