Gladiator Course: O gafanhoto de competição

Clássicos 06 Jan 2019

Gladiator Course: O gafanhoto de competição

Por Tiago Nova

A Gladiator, fundada em 1891, nos arredores de Paris, era uma marca francesa conhecida pela construção de bicicletas. Apesar de estarmos no início da técnica mecânica, esta fixou o objectivo de conceber um automóvel destinado à competição, desenvolvendo assim o Course em 1904.

 

Devido à altura da sua carroçaria, o Gladiator Course parecia um gafanhoto, mas era um autêntico automóvel de competição, que alcançava os 150 km/h, muito para a época. O motor, construído em ferro fundido, era de quatro cilindros em linha, de dois blocos e válvulas laterais, com 9000 cc de cilindrada (140×146 mm), que debitava 85 cv às 1300 rpm.

 

A injecção de combustível era feita através de um carburador vertical de 50 mm e ignição era por magneto. O motor estava instalado num rudimentar, mas robusto chassis, constituído por duas barras de aço. A caixa era de quatro velocidades e o automóvel tinha 950 kg de peso. A potência era transmitida para as rodas traseiras, através de duas correntes e somente tinha travões no eixo traseiro, accionado por cabos.

 

Este Gladiator só tinha dois lugares, o do piloto e do mecânico, este um pouco deslocado para trás. Léon Molon esteve aos comandos desta máquina, tendo ganho a subida de Gaillon e conquistou o 2º lugar da sua categoria na subida de Mont Ventoux, em 1908.

 

Somente um exemplar foi construído deste automóvel e apesar de ter sido desenvolvido em 1904, só competiu em 1907, o que favoreceu a sua preservação até aos dias de hoje, apesar de ter passado pelas duas Grandes Guerras.

 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
previous arrownext arrow
Slider

TAGS: Gladiator Course


PARTILHAR:

Mais Populares

Deixe um comentário

avatar