As 12 maiores vendas em leilão de 2018

Clássicos 06 Jan 2019

As 12 maiores vendas em leilão de 2018

Antes de lhe darmos conta dos primeiros leilões deste ano, apresentamos-lhe as 12 maiores vendas em leilão de 2018.

 

A lista é dominada pela marca do cavallino rampante, representada por quatro exemplares. A Monterey Car Week, contribuiu com três das cinco melhores vendas do ano passado.

 

Os 12 automóveis que figuram nesta lista fizeram os seus novos proprietários despender de cerca de 174 milhões de dólares.

 

12) Porsche 550 A Spyder (1958) 

 

 

Um carro de corrida da Porsche com motor central e que na sua estreia, em 1956, no Circuito de Nürburgring, conquistou o primeiro lugar da classe, atrai garantidamente muito interesse. Ao seu desempenho competitivo some o facto de apenas 40 exemplares terem sido produzidos. Isto faz com que o 550 A Spyder figure entre os modelos da marca de automóveis desportivos de Zuffenhausen mais cobiçados e procurados do mundo. Mudou de mãos por 5,17 milhões de dólares.

 

11) Maserati A6GCS/53 Spider (1955)

 

 

Arrematado por 5,17 milhões de dólares, este A6GCS/53 Spider tornou-se o mais caro automóvel de estrada da Maserati a ser vendido.

 

10) Porsche 959 Paris Dakar (1985)

 

 

A RM Sotheby’s levou a leilão um dos três exemplares do Porsche 959 construídos para a edição de 1985 do Paris-Dakar. O 959, chassis 010015, conduzido por Réne Metge e Dominique Lemoyne, foi arrematado por 5,95 milhões de dólares. Superando em larga escala as expectativas da leiloeira que balizava o valor da venda entre os 3 e os 3,4 milhões. Actualmente subsistem cinco dos seis exemplares do Porsche 959 construídos para as edições de 1985 e 1986 do Paris-Dakar, este exemplar que desde Outubro passou a ter uma nova casa apresenta uma condição altamente original.

 

9) Alfa Romeo Tipo B Grand Prix (1932-1934)

 

 

Este bem documentado automóvel não tem apenas inúmeras vitórias e fotografias que o comprovem, fez também parte da Scuderia Ferrari. A coroação deste automóvel deu-se no primeiro Grande Prémio de Donington, no qual conquistou o primeiro lugar. Foi arrematado por 5,83 milhões de dólares.

 

8) Ferrari 250 GT TdF Berlinetta (1958)

 

 

Não é nenhuma surpresa encontrar um modelo GT da Ferrari equipado com um V12, com histórico de corridas nesta lista, é a marca mais comum da mesma. No entanto esperávamos houvessem mais vermelhos. O seu motor de três litros produz 260 cv de potência e impulsionou muitos dos GT de estrada e corrida. Este exemplar da casa de Maranello foi vendido por 6,6 milhões de dólares.

 

7) Ferrari 275 GTB Speciale (1965)

 

 

O automóvel pessoal de Battista Pininfarina foi exibido em salões de automóveis por toda a Europa, para destacar o trabalho da empresa de design. Depois de 25 anos longe dos olhos do público foi leiloado por pouco mais de 8 milhões de dólares.

 

6) Ford GT40 Mk II (1966)

 

 

Como parte do trio de GT40 que conquistaram os três lugares do pódio nas 24 Horas de Le Mans de 1966. O chassis P/1016 foi conduzido pela dupla americana Ronnie Bucknum e Dick Hutcherson da Holman & Moody, completas 348 voltas subiram ao terceiro lugar do pódio. O P/1016 foi arrematado por 9,8 milhões de dólares.

 

5) Aston Martin DB4GT Zagato (1961) 

 

 

Um de apenas três MP209 Super Lightweight Zagato construídos, este Coupe verde representa o pináculo da era dos GT britânicos e do design italiano. A sua carreira de sucesso no automobilismo terminou após o restauro em 1991. Este exemplar da marca britânica foi arrematado por 12,8 milhões de dólares.

 

4) Aston Martin DP215 (1963)

 

 

Concluído apenas dois meses antes de competir na 24 Horas de Le Mans, atingiu os impressionantes 198,6 mph ao longo da famosa Mulsanne Straight, tornando-se o primeiro automóvel a quebrar oficialmente a barreira de 300 km/h em Le Mans. O DP215, vendido por 21,5 milhões de dólares não é o Aston Martin ou o automóvel inglês mais caro de sempre vendido em leilão. O título pertence ao DBR1 vendido por 22,55 milhões de dólares.

 

3) Duesenberg SSJ (1935)

 

 

Apenas dois exemplares deste modelo foram produzidos. O primeiro foi vendido ao actor Gary Cooper em 1935. O outro foi emprestado em 1936 ao actor Clark Gable. O Duesenberg SSJ de Gary Cooper mudou de mãos por 22 milhões de dólares.

 

2) Ferrari 290 MM (1956)

 

 

Após uma disputa de lances entre três coleccionadores, o Ferrari 290 MM de 1956 foi arrematado por 22 milhões de dólares. Durante as épocas de 1956 e 1957, o 290 MM foi conduzido por uma incrível variedade de pilotos da Scuderia Ferrari incluindo Juan Manuel Fangio, Phil Hill, Peter Collins, Wolfgang von Trips, Olivier Gendebien, Eugenio Castellotti e, mais tarde por Stirling Moss, em alguns dos mais prestigiados eventos de corridas do mundo.

 

1) Ferrari 250 GTO (1962)

 

 

Após o valor astronómico de 70 milhões de dólares pagos por um Ferrari 250 GTO numa venda particular, muitos se perguntavam se o leilão da Sotheby’s em Monterey traria uma nova surpresa. O novo proprietário desembolsou “apenas” 48,8 milhões de dólares estabeleceu um novo recorde para o automóvel mais caro de sempre vendido em leilão. 


TAGS: Alfa Romeo Tipo B Aston Martin DB4GT Aston Martin DP215 Duesenberg SSJ Ferrari 250 GT TdF Ferrari 250 GTO Ferrari 275 GTB Ferrari 290 MM Ford GT40 Maserati A6GCS/53 Spider Porsche 550 A Porsche 959


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment