Na Granja do Marquês o Céu é o limite

Eventos 13 Set 2017

Na Granja do Marquês o Céu é o limite

Por Adelino Dinis

O dia da base aberta, no passado Domingo, foi um enorme sucesso, com milhares de visitantes a inundarem as estradas de acesso à Base Aérea de Sintra.
 
A oportunidade de visitar o museu do ar, juntamente com as demonstrações de aeronaves muito diversas, para além do sorteio de baptismos de vôo, foi irresistível para o público.
 
Em conjunto com a iniciativa da Força Aérea Portuguesa, o Sintra Clássicos, liderado pelos incansáveis Hugo Felício e Pedro Lavrador, organizou um dia dos veículos clássicos na Base, com a participação de 40 veículos previamente seleccionados.
 
Este ano, o nosso Peugeot 504 Cabriolet foi um dos escolhidos, integrado num conjunto eclético, com todo o tipo de veículos da segunda metade do século XX.
 
Destacava-se, pela raridade, o Citroën DS Palm Beach produzido pela Chapron, mas admito que o Buick Roadmaster também me impressionou, pela beleza e suavidade de funcionamento.
 
Entrámos na BA1 pela Porta de Armas, recebidos por um camião-cisterna Mercedes-Benz 911 dos anos 60 ou 70.
 
À frente seguia o Mini Moke “Follow Me” da ANA, pilotado muito responsavelmente pelo Adalberto Melin, mais habituado a outros ritmos.
 
Estacionámos num espaço nobre, do outro lado da placa onde a Força Aérea mostrava os seus diversos veículos de colecção, entre motos, automóveis, camiões, aviões e helicópteros.
 
Vários militares estavam trajados à época e havia interacção com o público, que tirava fotos e fazia perguntas.
 
Visitei o interior de um avião P3 Orient para detecção e combate de submarinos, antes das filas para entrar se tornarem desmotivadores.
 
Os nossos clássicos desfilaram em duas ocasiões, perto da hora do almoço e depois ao fim da tarde.
 
Foi uma excelente iniciativa, que certamente se repetirá no próximo ano.
 

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube