Huracán Performante 2017: a versão (ainda) mais desportiva

Modernos 09 Mar 2017

Huracán Performante 2017: a versão (ainda) mais desportiva

A Lamborghini apresentou o Huracán Performante no Salão de Genebra, a versão mais desportiva do Huracán LP 610-4 Coupé. Destaca-se por um motor mais potente, um visual distinto e numerosas alterações mecânicas orientados para reduzir o peso do veículo e aumentar a velocidade em curva. Está disponível a partir do próximo verão.
 
O motor é o mesmo V10 de 5.2 litros que equipa o Huracán LP 610-4, ainda que com uma série de alterações a potência aumentou para 640 Cv e o binário máximo até 600 Nm (mais 30 Cv e 40 Nm). Para conseguir este incremento, a Lamborghini modificou a tomada de ar da admissão de ar, utilizou válvulas de titânio e um sistema de escape restritivo que produz uma contra pressão menor. A tração é às quatro rodas e a transmissão é automática de 7 velocidades e com dupla embraiagem. O Lamborghini Huracán Performante pode acelerar de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos e de 0 a 200 km/h em 8,9 segundos, enquanto a velocidade máxima é de 325 km/h.
 
Com o objectivo de reduzir o peso do veículo o máximo possível, a Lamborghini utilizou alumínio e fibra de carbono de uma maneira mais intensiva em numerosas partes da carroçaria e do chassis. São de fibra de carbono, por exemplo, o aileron traseiro, os apêndices aerodinâmicos do parachoques dianteiro, a cobertura do motor, o para-choques traseiro e o difusor aerodinâmico posterior. O Huracán Performante pesa 1382 kg em vazio. A repartição de pesos é de 43:53 (frente/ atrás).
 
A aerodinâmica do Huracan Performante é de tipo activa: a parte inferior do para-choques dianteiro e a cobertura do motor possuem peças amovíveis que modificam a sua posição de forma automática para melhorar a aderência em curva ou diminuir a resistência aerodinâmica. O Lamborghini Huracán Performante pode produzir uma carga aerodinâmica 750% mais elevada do que o Huracán LP 610-4.
 

 
A suspensão conserva a mesma geometria dos restantes da gama Huracán (paralelogramo deformável em ambos os eixos), mas as molas e os amortecedores são novas (10% mais rígidos em ambos os casos) e as barras estabilizadoras (15 % mais rígidas). Opcionalmente pode-se optar por amortecedores de dureza variável do tipo “magnetoreológico” (um fluído cuja resistência varia consoante a acção de um campo magnético). A direcção também tem uma nova regulação e três modos de funcionamento: Strada, Sport e Corsa. Os pneus de série são Pirelli PZero Corsa desenvolvidos especificamente para este veículo, ainda que opcionalmente possam ser montados pneus Pirelli Trofeo R, cujo rendimento em circuito é mais elevado (também são legais para circular em estrada).
 
Além das alterações mecânicas, o Huracán Performante distingue-se das restantes versões da gama Huracán pela montagem de diferentes para-choques, saídas dos tubos de escape em posição mais elevada, jantes em alumínio de 20 polegadas com um desenho exclusivo pintadas numa tonalidade bronze e por um difusor aerodinâmico posterior inspirado no do Huracán que participa no campeonato “Super Trofeo”.
 
O painel de instrumentos, como em outros modelos da gama Huracán, é formado por um ecrã configurável que inclui um menu específico com informações do funcionamento dos elementos aerodinâmicos amovíveis.


TAGS: Huracán Performante Lamborghini Salão de Genebra


PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment