O meu clássico: SAAB 99 de 1977

Clássicos 03 Out 2016

O meu clássico: SAAB 99 de 1977

Por Francisco Lemos Ferreira

O Paulo Casimiro Almeida além de médico e amigo é mais um “Petrolhead” nacional, já proprietário de um Fiat 128 e de um Porsche 914 não descansou enquanto não me apareceu à porta com um SAAB 9 GL Super que sempre cobiçou. O DV-46-91 desde que foi vendido em 1977 pela concessionária à época, na Malposta, Anadia – Alves Barbosa Automóveis, Lda. Esta versão Grand Luxe Super equipada com um motor de 2 litros a debitar 110 cavalos já trazia 2 carburadores.
 
Curiosamente 1977 foi o ano em que Stig Blomqvist e Hans Sylván no SAAB 99 EMS venceram o rali da Suécia.
 
Sempre o achou um carro muito elegante e conhecedor de várias histórias interessantes sobre ele, após cerca de 15 anos parado e guardado numa garagem voltou a ver a luz do dia. Quando o foi buscar o seu aspecto não era o melhor. Carregadinho de pó, pneus em baixo, um farolim dianteiro partido, alguns pontos de ferrugem, grelha frontal partida, para-brisas rachado, caixa de velocidade engatada em marcha atrás e encravada. De salientar que a chave de ignição entra entre os bancos da frente e só sai se estiver a marcha atrás engatada. Daí o facto de a caixa estar encravada depois de tantos anos engatada em marcha-atrás. Chave de ignição no sitio uma boa sapatada e a caixa desencravou. Os interiores estavam imaculados.
 
Carregado no reboque com destino para a oficina do Jorge Maia. Descarrega-se e diz o Jorge: “Lá vem o doutor com mais um chasso”. Abre-se o capot e grita o Jorge; “ Ó Arménio traz uma bateria que vamos por esta coisa a trabalhar”. Bateria nova, uns soluços, WD40 cubas com gasolina e acorda 15 anos depois. «Temos gente« diz o Jorge. « Lá pró natal está na estrada, outra vez« . De Setembro de 2012 até hoje o restauro foi feito com alguma dificuldadena obtenção de peças de substituição, travões incluindo pinças, embraiagem nova, kit de reparação de carburadores, rolamento da embraiagem que não se conseguia arranjar em lado nenhum.
 
Pelo meio da pesquisa comprou umas raríssimas jantes minilite SAAB originais sem saber se o carro algum dia iria chegar a andar por falta do maldito rolamento. Ao fim de uns meses de pesquisa, encontra casualmente num site sueco o tal rolamento.
 
A partir daí retocou a carroceria e em Agosto de 2015 o carro ficou pronto. NA IPO passa por com dificuldade pois o para-brisas estava rachado, assumindo o compromisso de na próxima inspecção, este ano portanto, o problema estaria resolvido.
 
Encomendado este ano e para ser colocado era necessário o friso da borracha que estava ressequido e podre. Procura em todo o lado e ninguém tem. «Pronto, vai ficar sem friso» assumiu. De repente lembra-se que o Francisco conhecia alguém em Albergaria que tinha muitas peças para clássicos e liga.me: « Ó Francisco, aquele teu amigo de Albergaria não terá por lá um friso do para-brisas p’ró meu SAAB? – Não pá não tem de certeza mas eu tenho … !» – O quê?» Pergunta.- «Tenho de certeza» E tinha mesmo guardado imaculado num saco na garagem seguramente durante 10 anos ou mais com uma etiqueta “SAAB” á espera que um amigo meu comprasse um SAAB e viesse a precisar dele.


TAGS: SAAB


PARTILHAR:

2
Deixe um comentário

Please Login to comment
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Paulo Sardinha Recent comment authors
Paulo Sardinha
Visitante
Paulo Sardinha

Bom dia, será possivel fornecerem-me os vossos contactos?
Necessito de umas dicas para começar a recuperação do meu.

Paulo Sardinha
Visitante
Paulo Sardinha

TOP, Também acabei de comprar o meu 99 L de 1973