Serigrafias deixam os automóveis

LifeStyle 02 Jul 2015

Serigrafias deixam os automóveis “falar por si” (com Fotogaleria)

Motivada por várias paixões, Ella Freire deixou o design de interiores e tornou-se serígrafa a tempo inteiro. Uma das suas colecções dedica-se exclusivamente a automóveis clássicos.
 

“Há alguns anos frequentei o ensino superior na área das artes e acabei a trabalhar na indústria do design de interiores”, recorda Freire. “Gostei de o fazer durante muitos anos, mas sempre quis voltar à serigrafia porque gostei imenso quando estive na Universidade”, acrescentou.

 
E seguiu esse sonho, conseguiu o seu próprio estúdio no Wimbledon Art Studios há quatro anos e desde então que não parou. Os automóveis clássicos são uma paixão que herdou do seu avô, que nos anos 30 pilotava Bugattis em Brooklands, e por isso homenageia-os com uma colecção.
 

“Tento mantê-los simples e deixá-los falar por si”, afirmou.

 
O processo de trabalho da artista envolve fotografia, da autoria da própria, e muito trabalho digital, em que a separa em camadas e brinca com cor e luz para criar um efeito 3D. Cada peça é uma peça, tudo depende da forma e cor do automóvel original.

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube