Novo Porsche 911 GT3 R: mais leve, económico e rápido

Modernos 16 Mai 2015

Novo Porsche 911 GT3 R: mais leve, económico e rápido

Com base no desportivo 911 GT3 RS de produção, a Porsche desenvolveu a versão de competição para clientes que pretendam competir na classe GT3 em todo o mundo: o 911 GT3 R. No desenvolvimento dos mais de 368 kW (500 CV) de potência deste 911 de competição, foi concentrada uma especial atenção na construção de peso reduzido, numa aerodinâmica mais eficiente, na redução do consumo, no melhoramento da dinâmica, bem como na optimização da segurança e numa manutenção menos dispendiosa (intervalos de revisão e custo das peças).
 
Adoptado do seu irmão de produção, o 911 GT3 R apresenta o distinto tecto com dupla-bolha e a distância entre-eixos foi aumentada em 8,3 centímetros quando comparada com a geração anterior. Isto assegura uma melhor distribuição de peso e
reacções dinâmicas mais previsíveis, especialmente nas curvas rápidas, quando comparado com o GT3 R anterior. Ao serem aplicadas sistemáticas soluções de redução de peso na carroçaria, peças e suspensão, os engenheiros melhoraram significativamente a posição do centro de gravidade do GT3 R comparativamente ao antecessor.
 
A construção de peso reduzido que o 911 GT3 RS de produção possui, mostra que a construção inteligente de compósitos de alumínio-aço é a base ideal para os veículos de competição. O tecto, o capot dianteiro, os guarda-lamas dianteiros, as portas, as laterais e as secções traseiras são elementos construídos em material compósito de fibra de carbono (CFRP). Todas as janelas – e pela primeira vez também o pára-brisas – são em policarbonato.
 
collage
 
O motor do novo 911 GT3 R é um 4.0 com seis cilindros opostos que dispõem da mais recente tencnologia de ponta e que é idêntico ao motor de produção de elevada performance do 911 GT3 RS homologado para circular em estrada. Injecção directa
de gasolina, que trabalha a uma pressão de até 200 bar, bem como tecnologia de variação do tempo de abertura das válvulas, assegura uma particular eficácia no consumo de combustível. Para além disso, os motores aspirados oferecem uma melhor
disponibilidade na condução e uma faixa de utilização muito maior. A potência é transferida para as rodas traseiras de 310 mm através da caixa sequencial de seis relações da Porsche. Tal como nos modelos de estrada do 911, o condutor pode efectuar as trocas de caixa através das patilhas existentes atrás do volante.
 
A aerodinâmica do 911 GT3 R também segue o exemplo do seu irmão de estrada. O distinto guarda-lamas com extractores de ar, aumenta a força descendente no eixo dianteiro. Com dois metros de comprimento e 40 centímetros de profundidade, a asa
traseira assegura o incrível balanço aerodinâmico. Do seu irmão mais velho 911 RSR, o GT3 R adoptou o conceito de radiador central. Eliminando os radiadores laterais, a posição do centro de gravidade foi melhorada, o radiador está mais protegido
contra impactos e a refrigeração foi largamente incrementada.
 
Os sistema de travagem do 911 GT3 R também sofreu diversas alterações e, graças ao incremento da resistência e de um controlo mais preciso do ABS, está ainda mais capaz para corridas de longa distância. No eixo dianteiro, pinças de travão monobloco de competição de seis êmbolos em alumínio combinadas com discos ventilados e ranhurados em aço com um diâmetro de 380 milímetros, asseguram performances de travagem impressionantes. No eixo traseiro estão pinças de travão monobloco de competição de quatro êmbolos em alumínio e discos de 372 milímetros.
 
Outro foco de desenvolvimento foi nos dispositivos de segurança do GT3 R. A capacidade da célula de combustível foi melhorada com mais 12 litros, atingindo agora uma capacidade de 120 litros, a que se junta uma válvula de corte que melhora a segurança no tanque. As portas e as janelas laterais podem ser removidas e a área de fuga pelo tejadilho é agora maior. Em caso de acidente, as novas bacquets de competição oferecem agora uma maior protecção aos pilotos.
 
O novo Porsche 911 GT3 R já pode ser encomendado por 429.000 euros, a que acrescem os impostos específicos de cada país, as primeiras unidades vão começar a ser entregues a partir de Dezembro de 2015.

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube