Testa Rossa de 1957 vendido por 29,3 milhões de euros

Mercado 01 Fev 2014

Testa Rossa de 1957 vendido por 29,3 milhões de euros

Um Ferrari Testa Rossa de 1957 tornou-se recentemente o mais caro automóvel alguma vez vendido no Reino Unido, depois de trocar de mãos entre particulares pelo valor record de 24,1 milhões de libras, mais de 29 milhões de euros.
 
Considerado um dos automóveis desportivos mais icónicos de todos os tempos, este 250 Testa Rossa foi vendido por um concessionário de automóveis de luxo no condado de Derbyshire, no centro de Inglaterra, do seu ex-proprietário Tom Hartley Jr., para o novo dono, que optou por não revelar a sua identidade.
 
Este veículo é o segundo protótipo da linha de desportivos Testa Rossa, e tem uma vasta história ligada ao desporto onde se inclui o circuito de Le Mans e as 12 Horas de Sebring, na Flórida, com o lendário piloto norte-americano Phill Hill ao volante em 1958.
 
Segundo o historiador e expert da Ferrari, Marcel Massini, este modelo “é um dos melhores cinco Ferraris do planeta”, observando que este exemplar “é muito valioso porque não foi restaurado, é autêntico e muito original, além de uma fantástica história, que é o mais importante”.

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube