Museu do Caramulo empresta Abadal 25HP de 1914 para exposição em Espanha

Clássicos 28 Nov 2013

Museu do Caramulo empresta Abadal 25HP de 1914 para exposição em Espanha

O Museu do Caramulo emprestou o Abadal 25HP de 1914 para integrar a exposição “Abadal Y C.ª, una marca mítica de la automoción catalana”, patente no Museu da Ciência e Técnica da Catalunha, em Espanha.
 
Em exposição até 30 de Junho de 2014, esta mostra pretende dar a conhecer a história da indústria automóvel na Catalunha através da emblemática figura de um dos homens mais destacados do sector, Paco Abadal, ao mesmo tempo que comemora o aniversário do primeiro centenário da criação da marca de automóveis Abadal e C.ª.
 
O Abadal 25HP faz parte da colecção permanente do Museu do Caramulo e é o único exemplar existente deste modelo no mundo.
 
Sobre o Abadal 25HP (1914)
 
João Pinto Monteiro Mendonça, de Lisboa, foi o responsável pela vinda deste automóvel para o nosso país. A encomenda deu entrada nos livros da Abadal y Cia., em Barcelona, no dia 18 de Junho de 1914. O chassis foi depois confiado à firma Almeida e Navarro, que manufacturou uma carroçaria semelhante à do exemplar apresentado no Salão Automóvel de Paris, da autoria de Labourdette. O que chamou a atenção de Monteiro Mendonça foi a proeza que esse primeiro exemplar realizou, ao ligar Paris a Le Mans a uma média próxima dos 90 km/h.
 
Francisco “Paco” Abadal foi um dos pioneiros do fenómeno automóvel em Espanha. Ganhou importância quando se tornou representante da Hispano-Suiza em Barcelona, com o seu stand na Praça Letamendi, onde também se fabricavam carroçarias.
 
Em 1912 criou a sua própria marca. Como não tinha as infra-estruturas necessárias, fez um acordo com a firma belga Imperia para o fornecimento dos chassis que recebiam, em Barcelona, a mecânica – idêntica à do desportivo Hispano-Suiza Alphonso XIII – e as carroçarias. Existia uma versão de seis cilindros, menos desportiva, para carroçarias mais pesadas.
 
A produção da Abadal sofreu um duro golpe com a I Guerra Mundial. Tornando-se importador da Buick, Paco Abadal retomou a produção, desta feita, dos Abadal-Buick, já sem veleidades desportivas.
 
O Abadal do Museu estreou-se na “I Gincana do Estoril”, a 31 de Outubro de 1914. O seu proprietário conseguiu registá-lo com a matrícula S-2000, em disputa com outros concorrentes a essa honra.
 
A 19 de Outubro de 1935, o Dr. Mendonça cancelou a matrícula, ficando o carro parado no seu palacete da Rua Marquês da Fronteira, no cimo do Parque Eduardo VII. Décadas depois, João Lacerda localizou-o, sendo-lhe oferecido, em Março de 1964, com a condição ser reconstruído e exposto no Museu do Caramulo.
 
Na oficina privativa de Harry Rugeroni, na Rua Tomás Ribeiro em Lisboa, com a colaboração do mecânico Humberto Coelho, o carro regressou ao seu estado original.
 
Participou no “I Rallye de St.º Tirso”, em 1966 e em inúmeras provas, nacionais e internacionais, com relevo para o “Rallye Internacional de Vigo”, em Julho de 1977, em que foi e veio pelos seus próprios meios.
 
Não se sabe ao certo quantos exemplares foram fabricados, mas não se conhece outro exemplar semelhante.

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube