Hans Herrmann, o talento alemão

Arquivos 25 Fev 2013

Hans Herrmann, o talento alemão

Hans Herrmann foi um dos pilotos da Porsche que recolheu enormes elogios por parte da imprensa especializada ao longo da sua carreira, a maior dela ligada à casa de Estugarda. Tendo completado 85 anos de idade no passado sábado, fazemos uma breve resenha do que foi a sua passagem pelo desporto motorizado.
Nascido a 23 de Fevereiro de 1928 na cidade de Estugarda, Hans Hermann iniciou a sua carreira em 1952, quando alinhou em inúmeras provas de montanha, ralis e de longa duração aos comandos de um Porsche 366 1500.
Um ano depois, ele e Richard von Frankenberg terminaram o Rally Lyon-Charbonnieres na quinta posição da geral. Foi então que o director de competição da Porsche o contratou para a equipa official.
Herrmann pilotou o 550 Spyder nas 24 Horas de Le Mans em 1953, juntamente com Helmut Glöckler e cortaram a meta como vencedores na categoria reservada a carros até 1.5 litros.
Em 1953, numa altura em que contava apenas com 26 anos de idade, Herrmann venceu o Campeonato Alemão de Sport, o que cativou a atenção do director-chefe de competição da Mercedes-Benz, Alfred Neubauer, que o levou para a equipa official da marca da estrela. Hans Herrmann ficou então encarregue de pilotar o Mercedes W 196, onde fez equipa com pilotos de nomeada como Juan Manuel Fangio e Karl Kling.
Paralelamente a isso, em 1954 continuou a pilotar para a Porsche em categorias de menor impacto e com o 550 Spyder venceu a sua classe nas Mille Miglia e na Carrera Panamericana.
Quando a Daimler-Benz abandonou a competição em 1955, Herrmann virou as suas atenções para a corridas de F1 com a Maserati e a BRM, tendo chegado mesmo a ser piloto official da Borgward.
Em 1957 sagrou-se Vice-Campeão Europeu de Montanha, ainda antes de regressar à Porsche em 1959. Juntamente com Joakim Bonnier, Herrmann venceu a Targa Florio aos commandos do Porsche 718 RS60 Spyder em 1960, o mesmo sucedendo no campoenato de Fórmula 2 com um Porsche 718/2.
Venceu ainda as 12 Horas de Sebring com Olivier Gendebien. Em 1963 abandona a Porsche KG e associa-se à equipa de Carlo Abarth.

O regresso “a casa”

Em 1966 Herrmann retorna à equipa official da Porsche, alinhando nas principais provas de endurance e no Campeonato Europeu de Montanha, tendo conseguido ainda realizer inúmeros testes em
Weissach.
Com pilotos como Hans Herrmann, Jo Siffert, Vic Elford and Rolf Stommelen, integrou a equipa vencedora do Capeonato do Mundo de Sport Protótipos em 1969.
Quando alinhou pela 11ª vez nas 24 Horas de Le Mans, em 1970, Herrmann averbou a primeira vitória do 917 KH para a casa de Zuffenhausen. Foi então que, passados 42 anos de atividade decidiu se retirar da competição automóvel. Desde então tem vivido com a sua mulher Magdalena próximo de Estugarda, sendo o gestor da “Hans Herrmann Autotechnik.” Mesmo assim, Herrmann ainda alinhou em bastantes provas históricas com os carros do museu Porsche.

Texto: Redação
Imagens: Porsche



PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment