Afinal o Rali de Monte Carlo Histórico terá um piloto português à partida

Eventos 14 Jan 2013

Afinal o Rali de Monte Carlo Histórico terá um piloto português à partida

O Rali de Monte Carlo Histórico vai para a estrada uma semana depois da prova do WRC, entre 25 janeiro e 1 de fevereiro e este ano conta com a presença de alguns convidados muito especiais, entre eles Carlos Tavares, Chefe de Operações da Renault, número dois do Comité Executivo de Gestão da marca francesa, Jean Ragnotti e Jean-Claude Andruet, todos eles em Alpine A110 1300. Carlos Tavares é um entusiasta dos desportos motorizados, por isso não é de estranhar esta presença, num evento em que vão estar um total de 311 equipas a reviver a lenda de Monte-Carlo.
Copenhaga, Glasgow, Barcelona, Reims e Monte-Carlo (Varsóvia foi cancelada) são as cidades donde vai partir a prova, como sucedia na prova do WRC do passado. Este ano, o evento recebe concorrentes de 29 nacionalidades sendo a Austrália, Japão, Canadá, Israel, EUA e Egito as mais distantes e menos habituais. Para além de Carlos Tavares e ao contrário de muitas provas do passado, não há mais portugueses na lista. A Renault comemora ali o 40 º aniversário da vitória da Alpine, mas também a tripla no pódio do monte de 1973. Por isso são cinco os Renault Alpine presentes na clássica monegasca: Jean Ragnotti – Francis Mercier (Alpine A110 1800), Alain Serpaggi – Jean-Pierre Prevost (Alpine A110 – 1300), Carlos Tavares – Jean Pascal Dauce (Alpine A110 – 1300), Jean Vinatier – Jean-François Jacob (Alpine – A110 – 1300 e o os vencedores da edição de 1973, Jean-Claude Andruet – “Biche” (Aline A110 – 1600S). O monegasco Daniel Elena estará também presente, ao lado de Olivier Campana (Peugeot 104 ZS).

Texto: Autosport
Imagem: Arquivo

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube