Classic Super Stock

Clássicos 15 Nov 2012

Classic Super Stock

Fernando Gaspar e Artur Lemos são nomes já bem conhecidos do desporto automóvel nacional pelas mais diversas razões. Face à crise existente no Campeonato Nacional de Velocidade apresentaram recentemente uma proposta à FPAK (que entretanto já foi aprovada) para a criação de uma nova competição reservada a veículos históricos.
Segundo o próprio Fernando Gaspar revelou na página do facebook do Classic Super Stock, o novo “projeto destina-se a promover uma nova categoria para as corridas de automóveis clássicos. Esta categoria pretende ser barata (dentro do possível), quer do ponto de vista técnico, quer do ponto de vista operacional. Será multimarcas e não se pretende equilibrar os andamentos dos diversos modelos.”
Segundo o modelo inicial do regulamento apresentado, são admitidas alterações técnicas que visam a economia do material utilizado, o que é de louvar. Quanto à estrutura das provas, haverão 2 qualificações e 2 corridas em paralelo e conjunto com o atual Campeonato Nacional de Clássicos. Podem participar 2 pilotos por meeting.
Desta forma, carros “esquecidos” como os Datsun 1200 e 120Y, Autobianchi A112 Abarth, Opel Commodore, Fiat 127 ou até mesmo os Honda Civic da primeira série poderão engrossar a lista de inscritos de provas que se querem animadas, tanto para os pilotos, como também para o público.
Ao mesmo tempo que a ideia ganha formas mais concretas, adianta-se a realização de dois Campeonatos Regionais, com 3 ou 4 provas por cada um deles, dependendo da vontade dos pilotos. Estas poderão ser:
– Norte (Braga, Boavista, Vila Real?)
– Centro/Sul (Estoril, Algarve, Granja?)
Cada piloto só pontua 1 vez por fim de semana em prova a indicar previamente (se quiser correr sozinho). Só há campeonatos à classe. As classes serão paralelas às existentes no CNC. Caso surja interesse poderá ser criada uma classe, ou várias segundo os anos, até 700/850cc.
Bastante interessante é a possibilidade de se atribuir pontos na Qualificação e na Volta mais rápida.

Endurance

Poderá ser criado um campeonato de endurance, com provas inseridas nas já existentes no nosso “mercado”, como as 6 Horas de Braga. Há também no mercado outras provas mais curtas mas que não são Sprints que poderiam completar o Campeonato de Endurance. Nas 6 Horas de Braga seriam atribuídos pontos com 3 horas de prova e, claro, no final.
Porque estes carros serão claramente mais fiáveis que os que atualmente militam nos clássicos, parecem indicados para este tipo de provas.

Dominuir custos

Fernando Gaspar continua a apresentar a sua proposta:
– Se esta categoria vingar será sempre disputada em conjunto com os carros já existentes, sendo pois o valor total das suas inscrições uma mais valia de 100%, uma vez que não acredito que os atuais pilotos em atividade vão largar os seus Gr.2 para virem correr em Super Stock.
– É normal em todo o lado carros de categorias mais baratas terem valores de inscrição mais baratos.
– Dispensamos a cerimónia de pódio, encurtando as perdas de tempo.
– Dispensamos os prémios da organização, que são apesar de tudo uma factura substancial.
Com estes 4 argumentos, e outros do género que venham a surgir, já me parece possível abordar os clubes de outra forma.
É também importante que o valor das inscrições seja o mesmo para toda a época.
Mais informações através do grupo do facebook Classic Super Stock.

Texto: Redacção e Fernando Gaspar
Imagens: Arquivo marcas

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube