Blusão de Steve McQueen avaliado entre os 40 e os 60 mil dólares

Mercado 18 Out 2012

Blusão de Steve McQueen avaliado entre os 40 e os 60 mil dólares

O blusão de competição usado por Steve McQueen nas temporadas de 1969 e 70, nomeadamente em Ascot e durante o “Winter Sprint” em Phoenix, vai ser levado a leilão nos próximos dias 9 e 10 de Novembro, pela Julien’s Auctions, uma leiloeira Californiana especializada em peças de celebridades. Parte dos 800 lotes deste leilão, designado “Hollywood Icons & Idols” o referido blusão, em nylon branco, foi usado por McQueen quando estabeleceu a volta mais rápida no circuito the Phoenix, ao volante do seu Porsche 908. Para além do seu nome bordado no peito à direita, o blusão possui as caracteristicas riscas azuis nas mangas, o emblema “Simpson” na manga esquerda e nas costas o logo da “Solar Plastics Engineering”. Na capa do livro de Frederic Brun “Steve McQueen: A Passion for Speed”, editado no final do ano passado, pode ver-se McQueen a usar o blusão.
Não é novidade que McQueen era um ávido entusiasta dos automóveis e motos motocicleta, tendo sido aliás essa paixão que o levou à produção do filme “Le Mans”, lançado em 1971, no qual o próprio desempenhava o papel do piloto de resistência Michael Delaney. Mas se já desde “A Grande Evasão” em 1963, McQueen era associado com motos e carros (apesar do famoso salto de moto ter sido feito pelo duplo seu amigo Bud Ekins) foi a partir de 1968, com “Bullit” que essa associação deixou uma marca indelével junto do público, pelas acesas perseguições nas ruas inclinadas de S. Francisco, ao volante do lendário Ford Mustang GT 390. Relativamente desconhecida é a faceta de Steve McQueen como piloto de competição, tendo participado em mais de vinte corridas entre 1959 e 1970, chegando inclusivamente a considerar tornar-se profissional. Em 1970, McQueen fazia equipa com Peter Revson nas 12 horas de Sebring e levava o Porsche 908/02 com motor de 3 litros, à 2ª posição, apenas 23 segundos atrás do Ferrari 512S de 5 litros vencedor, conduzido por Mario Andretti, Ignazio Giunti e Nino Vaccarella. A façanha foi conseguida apesar ter McQueen ter conduzido com o pé esquerdo engessado devido a de um acidente de moto, duas semanas antes – disciplina na qual também corria regularmente, sobretudo em todo-o-terreno, desde que comprou a sua primeira Triumph de 500 c.c. a Ekins, tendo participado em provas como a Baja 1000, Mint 400 ou o Elsinore Grand Prix.
O lote 408 com o blusão encontra-se avaliado pela leiloeira entre os 40 e os 60 mil dólares.
Mais informações em www.juliensauctions.com

Texto: Jornal dos Clássicos
Imagem: Julien’s Auctions

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube