Rallye de Portugal Histórico: Lareppe venceu, Leitão foi o melhor Português

Clássicos 13 Out 2012

Rallye de Portugal Histórico: Lareppe venceu, Leitão foi o melhor Português

A dupla Jose Lareppe/Joseph Lambert cumpriu o papel de favorita e venceu a edição deste ano do Rallye de Portugal Histórico, repetindo o resultado do ano passado e tornando-se na primeira equipa a repetir a vitória nesta prova, que já contabiliza sete edições.
Mostrando-se o piloto mais regular, Lareppe levou o seu Opel Kadett GTE de 1978 à vitória depois de vencer ontem as primeiras passagens da Lagoa Azul / Peninha e Sintra, afirmando-se mais uma vez como um dos grandes especialistas neste tipo de prova.
Para o piloto belga, “este é claramente o melhor rallye de regularidade da Europa. Ganhei duas vezes Monte Carlo, mas em nada se compara com Portugal. Este ano comecei mal, no primeiro dia tive problemas de motor que me atrasaram, mas consegui descobrir a causa e depois foi sempre rolar. Cheguei ao primeiro lugar antes do que queria, pois preferia tê-lo feito mais tarde. Depois, acabou por ser muito duro, pois fazer tantos quilómetros com tanta concentração e com tanta navegação exige muito dos dois elementos da equipa”.
O pódio da prova ficou completo com o outro Belga que andou na frente – Daniel Reuter, em Porsche 914/6 de 1970, a 2m 54,9s do vencedor – e o Espanhol Jose Otegui, em Audi quattro de 1981 a 5m 28,9s.
O melhor piloto português da prova foi João Mexia Leitão que, acompanhado pelo navegador Nuno Sales Machado, levou o seu Porsche 911 de 1973 ao 4º lugar da prova, depois de vencer ontem a segunda passagem por Sintra.
Para Leitão “como se estava à espera, os Belgas são sempre fortes e não deu para lutar com eles. Para nós a prova foi dura sobretudo nos primeiros dias, andámos dois dias sem aparelhos o que nos condicionou o resultado. De qualquer modo viemos sempre a subir de 16º para 7º, depois para 6º e agora o 4º lugar. O segundo lugar podia ter estado ao nosso alcance, a prova vinha-nos a correr bem, mas depois de vencer o troço de Alijó tivemos uma ‘perdidela’ que nos custou quase 4 minutos de atraso e condicionou o resultado. Agora viemos em guerra durante dois dias com os Espanhóis. Deu para ultrapassar um, o outro fez também uma prova boa, não deu para ultrapassar. O 4º lugar foi o melhor que se conseguiu arranjar”.
No top 20, os outros portugueses foram Cipriano Antunes/António Caldeira em 7º, João Vieira Borges/João Serôdio em 10º, Pedro Jerónimo/Carlos Hipólito em 12º, Luís Pereira/Eduardo Carpinteiro Albino em 14º, José Carvalhosa Dias/Nuno Rodrigues em 15º, José Manuel Matos/Rui Martins em 16º e Pedro Mendes Alves/Pedro Abecasis em 19º lugar. Dos 79 carros a partir, apenas 50 chegaram ao final.
Apesar da desvantagem numérica dos 16 inscritos nacionais – a competir com 68 equipas estrangeiras –, a melhor equipa foi a portuguesa Eurorentlei. A dupla José Carvalhosa Dias/Nuno Rodrigues foi a vencedora da Categoria C – Troféu ACP Clássicos –, enquanto José Lareppe e Joseph Lambert venciam na Categoria H. O vencedor da Classe 2 foi também José Carvalhosa Dias em Porsche 911 de 1965, para o qual foi introduzida uma alteração negativa na prova “que não traz qualquer melhoramento” e que foi o facto de as distâncias no roadbook serem agora fornecidas “ao hectómetro quando antes era ao decâmetro. Em cem metros acontece muita coisa e talvez seja por isso que houve tantas equipas a falhar cruzamentos.” Quanto ao resto “a prova continua muito rápida, com médias muito elevadas. Alguns pisos foram melhorados, outros continuam demolidores.”

Classificação Oficial

1º – 66 José Lareppe/Joseph Lambert Opel Kadett GTE
2º – 24 Daniel Reuter /Robert Vandevorst Porsche 914/6 +174,9s
3º – 78 Jose Otegui/Jose Miguel Otegui +328,9s
4º – 42 João Mexia Leitão/Nuno Sales Machado Porsche 911 Coupé +353,9s
5º – 20 Marcos Fernández Adan/Gaspar Sierra Osorio Porsche 911 T +380,4s
6º – 67 Philippe Fuchey/Frederic Cancel Porsche 911 SC +558,6s
7º – 76 Cipriano Antunes/António Caldeira Audi Quattro +770,4s
8º – 39 Rafael Fernandez Cosin/Julen Martinez Huarte Alfa Romeo 2000 GTV +804,9s
9º – 74 Raul Aranda Martin/Iker Reketa Mercedes 450 SLC 5.0 +924,4s
10º – 75 João Vieira Borges/João Serôdio BMW 635 CSi +1013,9s
11º – 81 Asier Santamaria/Txema Foronda Volkswagen Golf GTI 1800 +1028,7s
12º – 83 Pedro Jerónimo/Carlos Hipólito Porsche 911 SC +1219,2s
13º – 43 Andre Lausberg/Cedric Pirotte Porsche 911 +1259,7s
14º – 84 Luís Pereira/Eduardo Carpinteiro Albino Renault Turbo 5 +1306,5s
15º – 5 José Carvalhosa Dias/Nuno Rodrigues Porsche 911 +1467,5s
16º – 14 José Manuel Matos/Rui Martins Volvo 144 +1776,4s
17º – 6 Royen/Fraikin Porsche 911 +1798,5s
18º – 72 Charles “Chavan”/Adrien Felot Porsche 911 +1936,6s
19º – 3 Pedro Mendes Alves/Pedro Abecasis Renault Dauphine +2587,7s
20º – 73 Alain Alcazar/Manuel Alcazar Mercedes 450 SLC 5.0 +2655,0s
21º – 68 Jean-Marc Pacheco/Arnaud Carteron Porsche 911 SC +2897,3s
22º – 9 Jean-Guy Monmarthe/Nicolas Guiset Alfa Romeo Giulia Sprint GTV +3100,1s
23º – 28 Vasco Corrêa Mendes/José Segarra Marques BMW 2002 +3243,5s
24º – 80 Didier Herbert/Richard Murgatroyd Volkswagen Golf GTI +3298,6s
25º – 2 Daniel Muller/Ruth Wedekind Mercedes-Benz 300 SL Coupé +3508,9s
26º – 8 Drexel Gillespie/Patricia Gillespie Sunbeam Tiger +3794,4s
27º – 36 Luc Guillet/Bruno Prat BMW 2002 Tii +4007,2s
28º – 64 Jean Paul Soupe/Thérèse Soupe Lancia Beta Coupé 2000 +4285,2s
29º – 57 Ivar Aage Moe/Bjorn Lie Volkswagen Golf GTI MKI +4291,3s
30º – 38 Antoine Coetsier/Daniel Coetsier Porsche 914 +4312,6s
31º – 61 Jean-Marie Kunegel/Etienne Claude Porsche 911 +6322,7s
32º – 71 François Ginies/Michel Ollier Porsche 911 SC +6406,7s
33º – 50 Serge Picca/Dominique Trouillet Porsche 911 +6452,3s
34º – 19 Axel Jullien/Sandrine Jullien Porsche 911 S +6743,9s
35º – 22 Herve Courbis/Isabelle Courbis Renault Alpine 1600S +7341,1s
36º – 32 Olivier Ossard/Jacques Sers BMW 2002 Tii +7608,2s
37º – 65 Luis Murguia/Javier Urmeneta Fiat 131 Abarth +10272,5s
38º – 33 Peter Morris/Helen Morris Porsche 911 RS +12082,9s
39º – 59 Joel Picoreau/Aime Reynouard Porsche 911 SC +12194,4s
40º – 62 Pierre de Saint Viance/Daniel Trevisanut Citroën GS 1100 +15124,3s
41º – 60 Nadine Brulant/Marie Claude Brullant Porsche 911 SC +15712,3s
42º – 40 Sinel Martins/Miguel Fernandes BMW 2002 +16663,6s
43º – 18 Mark Godfrey/Susan Godfrey Ford Escort +21042,8s
44º – 54 Hervé Malbert/Veronique Marty Opel Kadett GTE +22920,8s
45º – 17 Paulo Marques/João Martins BMW 1600 +24652,4s
46º – 27 José Maria Auñon Vicente/Miguel Lopez-Caniego Palacios Fiat 124 Spider +37249,7s
47º – 10 Robert Neyret/Neyret Citroen DS +38275,0s
48º – 34 Jean-Marie Servant/Dauxerre Renault 12 Gordini +42068,2s
49º – 52 Giovanni Romano/Patrick Louche Alfa Romeo Alfetta GT +62487,0s
50º – 47 Jorge Carvalheiro/Feliciano Vitorino Ford Escort +92665,6s

Texto: Jornal dos Clássicos
Imagens: Jornal dos Clássicos



PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment