Carlos Vieira e Alexandre Beirão dominam campeonatos de Clássicos no Estoril

Clássicos 08 Out 2012

Carlos Vieira e Alexandre Beirão dominam campeonatos de Clássicos no Estoril

O piloto Carlos Vieira foi o vencedor das duas corridas do Campeonato Português Clássicos Circuito – realizadas no Circuito do Estoril no passado fim-de-semana –, ao volante de um Ford Escort RS 1600. Já nas corridas a contar para o Campeonato Português Clássicos Circuito 1300, foi Alexandre Beirão que repetiu a vitória nas corridas de Sábado e Domingo, com o seu Alfa Romeo Alfasud Sprint.

Campeonato Português Clássicos Circuito / Taça Nacional de Clássicos

No caso do CPCC/TNCC, na primeira corrida o domínio foi para os carros da Ford, com Carlos Vieira, Rui Alves e João Novo a ocupar os três lugares do pódio, beneficiando dos problemas mecânicos sentidos por Luís Barros no seu Porsche 930 Turbo (H81) – o carro mais rápido em pista até ao abandono. Na disputa entre categorias, Francisco Pinto, em BMW 2002, foi o melhor dos H71, seguido de Domingos Sousa Coutinho, em BMW 2800 CS. Em H75, o domínio de Carlos Vieira, Rui Alves e João Novo, em Ford Escort RS 1600 repetiu-se, e em H81 os melhores foram Carlos Abreu, em Alfa Romeo Sprint, Fernando Xavier, em VW Scirocco, e ainda Luís Barros. Em Grupo 5, Eduardo de Aguiar beneficiou do abandono de João Rodrigues, afligido por um princípio de incêncio no seu Toyota Starlet, para vencer ao volante do Alfa Romeo GTA 1300.
Tal como havia acontecido na primeira corrida, Carlos Vieira e Rui Alves voltaram a ditar as regras na segunda disputa, com os Ford Escort RS 1600 do Team AMOB Racing. Mas ao contrário do que havia acontecido anteriormente, o terceiro classificado foi João Macedo e Silva (por troca com João Novo) que partiu da cauda da grelha para uma recuperação fenomenal ao volante do Porsche 911 RSR. A restante corrida decorreu sem quaisquer incidentes e com poucas trocas de posição, num final de tarde encalorada.
Nas categorias, em H71 Francisco Pinto foi o vencedor, seguido de Domingos Sousa Coutinho. Em H75 os três primeiros classificados da geral – Carlos Vieira, Rui Alves e João Macedo Silva – compuseram o pódio, e em H81 Carlos Abreu foi o grande vencedor. André Pinto, em Datsun, foi o primeiro classificado em Grupo 5.

Campeonato Português Clássicos Circuito 1300

Sem ter conseguido tomar o seu lugar na sessão de treinos cronometrados, por ter partido o motor do Alfa Romeo Alfasud Sprint nas primeiras voltas dos treinos livres, Alexandre Beirão conseguiu mesmo assim chegar ao topo do pódio da primeira corrida do Campeonato Português de Clássicos Circuitos 1300, depois de uma interessante disputa com Miguel Ferreira, em Ford Escort 1.3 GT. Mais atrás ficava Pedro Alves, em Toyota Starlet. Pior sorte tiveram José Fafiães, segundo classificado nos treinos cronometrados, e António Paquete, sétimo, que se quedaram com problemas mecânicos quando estavam a lutar pelos primeiros lugares das suas categorias.
Nas três categorias que compõem o CPCC1300, Fernando Soares, em Mini Cooper S, foi o grande vencedor, seguido de Joaquim Dias, em Fiat Abarth 1000, e Carlos Cruz, em NSU TT. Em Históricos 75 o grande vencedor foi Miguel Ferreira, em Ford Escort 1.3 GT, seguindo de Fernando Charais, em Datsun 120 Y, e José Fafiães, em Datsun 1200. Em Históricos 81, Alexandre Beirão foi primeiro, seguido de Pedro Alves, em Toyota Starlet.
No final da segunda corrida, com a dobradinha no Circuito ACDME2 assegurada, Alexandre Beirão continuava a afirmar que não tinha sido a troca de motor, mas sim a afinação do Alfa Romeo Alfasud Sprint a arma secreta para a vitória: “o outro motor é muito melhor. Onde eu ganho terreno é na parabólica. Aí tenho muita vantagem face ao Miguel (Ferreira)”. Por seu lado, Ferreira teve que se contentar com o terceiro posto, obrigado a gerir um carro cada vez mais quente e incapaz de se defender dos ataques de Pedro Alves.
Numa corrida sem grandes mexidas, as principais mudanças verificaram-se nos dois últimos lugares do pódio, com miguel Ferreira obrigado a baixar o ritmo de corrida do seu Ford Escort 1.3 GT e a deixar passar o Toyota Starlet de Pedro Alves, uma sombra sempre presente na luta pela vitória.
Em Históricos 71, Fernando Soares voltou a vencer, seguido de José Filipe Nogueira, de novo em pista depois de ter debelado os problemas do seu Mini Marcos GT, e Carlos Cruz, em NSU TT. Em Históricos 75 Miguel Ferreira venceu, seguido de José Fafiães e de Fernando Charais. Por último, em Históricos 81, Alexandre Beirão dominou, com Pedro Alves a ser segundo.
Mais informações em www.anpac.pt

Texto: Jornal dos Clássicos
Imagens: Onracer

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube