Lamborghini Miura P400 SV, de 1972

Clássicos 17 Ago 2012

Lamborghini Miura P400 SV, de 1972

A origem da aventura automóvel da Lamborghini encontram-se na bem conhecida história da reclamação de Ferruccio Lamborghini a Enzo Ferrari acerca da qualidade da embraiagem (partida) do seu 250 GT, em 1958, a que Ferrari terá respondido que Lamborghini era apenas um construtor de tractores e não percebia de carros desportivos.
Após a produção do Lamborghini 350 de 1963, o chassis do P400 com motor transversal montado atrás do habitáculo (Posteriore 4 litri) foi apresentado no salão de Turim de 1965, ainda sem carroceria. Só no Salão Automóvel de Genebra de 1966 é que o mundo conheceu a carroceria desenhada por Marcello Gandini para Bertone, e a reação favorável do público levou ao início da sua produção em 1967, com o nome Miura derivado da designação de um touro espanhol – o mesmo do então recém criado símbolo da marca.
Poucos modelos conseguiram mudar o mundo automóvel como o Miura, fazendo com que o seu inovador conceito de colocação central do motor e tração traseira, definissem o formato do super-carro, estabelecendo um padrão seguido até aos dias de hoje. Com um motor V12 de 3929 c.c., a debitar 350 cv, o novo Lamborghini Miura cedo se tornou uma lenda, com 764 exemplares fabricados até 1972, das várias versões P400, P400 S e P400 SV.
Foi em 1971 que a Lambroghini apresentou a versão SV do Miura, com o seu revisto motor a debitar agora 385 cv às 7850 rpm, a acompanhar um chassis reforçado e uma suspensão traseira redesenhada. No exterior, desapareceram as características “pestanas” nos faróis da frente, e a secção traseira da carroceria recebeu guarda-lamas maiores para acomodar as jantes mais largas. No final de 1971, foi também alterado o processo de lubrificação, através da separação dos sistemas do motor e caixa de velocidades, tendo apenas 98 dos 150 SV fabricados incorporado esta modificação.
Este muito bem documentado e extremamente original exemplar amarelo “Giallo Flay”, com números correspondentes de chassis (5048), carroceria (835) e motor (30735), vai ser levado a leilão este fim de semana, pela Gooding & Company, a propósito do Pebble Beach Concours d’Elegance, na península de Monterey.
A leiloeira californiana estima que o seu valor de venda se situe entre os 1200 000 e 1500 000 Dólares americanos.
Mais informações em www.goodingco.com

Texto: Jornal dos Clássicos
Imagens: Gooding & Company – Mathieu Heurtault

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube