24 Horas Le Mans, entre 1949 e 1959

Arquivos 06 Jun 2012

24 Horas Le Mans, entre 1949 e 1959

Na semana que antecede a realização da 80ª edição das 24 Horas de Le Mans, não podiamos deixar de referir uma obra que nos remete para história daquela mítica corrida. “Le Mans 24 Hours: The official history 1949-59” é terceiro de uma série prevista de oito volumes sobre a prova, abrangendo todas as corridas realizadas em Le Mans, desde 1923, década-a-década. Nesta obra de capa dura, editada em inglês e aprovada pelo ACO, cada ano encontra-se ilustrado por belas fotografias e inclui os dados completos dos resultados, bem como uma reprodução do poster oficial da corrida.
Este terceiro volume aborda com todo o detalhe, o regresso da prova após a II Guerra Mundial, com recurso a mais de 400 fotografias – muitas das quais inéditas –, ao longo de 352 páginas.
Talvez a tragédia que envolveu a prova de 1955 seja o evento mais significativo do período de 11 anos coberto por este livro. No entanto, há muito mais para saber sobre os anos 1950, uma década particularmente significativa na história de Le Mans. Enquanto Ferrari e Jaguar corriam para se afirmar como os principais fabricantes de carros de alto desempenho e a Aston Martin ganhava finalmente a prova – após a 20ª tentativa –, seria a Mercedes-Benz, regressada de uma Alemanha devastada pela guerra, que viria novamente a definir os padrão de engenharia dos carros de corrida. Não será demais lembrar, que foi também nesta época que as enormes multidões de espectadores no local, viram as estreias em Le Mans dos primeiros “Turismos” com motor traseiro, os primeiros “Sports” de motor central, bem como os primeiros carros com motor diesel.
Para mais informações e disponibilidade consulte www.ascari.pt



PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment