Porsche 911 RS vendido em Silverstone por mais de 250 mil Euros

Mercado 04 Jun 2012

Porsche 911 RS vendido em Silverstone por mais de 250 mil Euros

Este Porsche 911 Carrera RS 2,7 “Touring”, com o número de chassis 9113600428 foi um dos veículos em destaque no mais recente leilão da Silverstone Auctions, acabando por ser transacionado por 204 600 Libras, – cerca de 250 mil Euros, ao cambio de hoje – acima do seu valor estimado de venda. Este RS, fabricado em Janeiro de 1973, foi um dos 205 carros a ser pintado de fábrica em “Grand-Prix White”, com decorações em azul e tinha no ano passado sido alvo de um meticuloso restauro, segundo os mais elevados padrões de qualidade, por um reputado especialista suíço neste tipo de modelos. O carro, originalmente vendido novo para a Alemanha, com diferencial auto-blocante, bancos desportivos, cintos de segurança retráteis e vidro traseiro com desembaciador, passou por vários proprietários ao longo destes quase 40 anos, tendo sido registado em Portugal entre 2003 e 2009, com a matrícula CS-43-99, que de resto que ostentava ainda neste leilão.
Da lista de documentos fornecida com o carro, faziam parte um registro fotográfico completo de todo o processo do restauro, bem como as contas e as facturas, que totalizam 155 179 Francos Suíços. Este trabalho incluiu uma reconstrução total do motor e caixa de velocidades, suspensão e sistema de travões bem como a decapagem e pintura total da carroceria.
Após esta venda, o carro foi fornecido pelo seu proprietário inglês, com documentos de registo da União Europeia e com papéis da FIA HTP, podendo ser inscrito e utilizado nas provas históricas europeias mais importantes.
Nick Whale, da Silverstone Auctions, afirmou “tivemos alguns carros verdadeiramente notáveis ​​no evento, por isso não constituiu surpresa para nós que fossem atingidos excelentes preços, embora não tenhamos superado a fantástica taxa de vendas de 74 por cento do nosso último leilão, a propósito da Retro Race”.
O Porsche 911 Carrera RS 2,7 é habitualmente considerado como o melhor 911 alguma vez produzido. O carro foi fabricado como um resultado direto do programa de competição da Porsche – cuja designação alemã Rennsport está na origem da sigla RS – e teve como objetivo melhorar a performance dos 911 2,4S para fazer face à competição dos BMW CSL nas pistas, em 1972. No entanto, segundo os regulamentos do Grupo 4 da FIA, seria necessário que fossem homologados pelo menos 500 exemplares, para utilização em estrada. Por conseguinte, a Porsche iniciou o fabrico com o objectivo de vender este carro a clientes, implementando um programa de “emagrecimento” deste 911 através da utilização de chapa de aço mais fina na construção dos seus painéis de carroçaria, de vidro também mais fino e da remoção dos materiais de isolamento sonoro. O desempenho também foi aprimorado com o aumento de cilindrada para 2687c.c. do seu motor de 6 cilindros opostos com injecção mecânica, que passou agora a produzir 210 cv. A acompanhar este crescimento do motor, os guarda-lamas traseiros passaram também a ser mais largos, permitindo a adopção de jantes Fuchs de 7 polegadas. Para além de travões de maiores dimensões, foi também utilizado um spoiler traseiro em fibra sobre a tampa do motor, conhecido com “ducktail”, e que se tornou numa das suas características mais distintas.
A Porsche acabou por produzir 1580 exemplares do RS – ultrapassando largamente os requisitos de homologação – em duas versões: “Touring”’ e “Lightweight”, pesando 1075 kg e 975 kg respectivamente. 49 exemplares foram também construídos com a designação RSR, com motores de 2808 c.c. a debitar 300 cv.
O próximo leilão da Silverstone Auctions, será a 21 de Julho, integrado no festival Silverstone Classic que decorre nesse fim de semana, no circuito inglês com o mesmo nome.
Mais informações em www.silverstoneauctions.com

Texto: Jornal dos Clássicos
Imagens: Silverstone Auctions

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube