Novo Renault Alpine A110-50 rodou no Mónaco

Modernos 28 Mai 2012

Novo Renault Alpine A110-50 rodou no Mónaco

Para comemorar a passagem sobre o 50º aniversário do emblemático Alpine A110, a Renault apresentou este fim de semana, durante o Grande Prémio do Mónaco de F1, o novíssimo concept car funcional Alpine A110-50. Beneficiando da experiência adquirida pela Renault Sport Technologies no Mégane Trophy, este A110-50 utiliza o chassis tubular em carbono do Megane, devidamente reforçado e modificado, com o qual partilha também elementos mecânicos, como o bloco do motor Renault V4Y, de 3,5 litros V6, com 24 válvulas e 400 cv, montado na posição central-traseira. A caixa de velocidades é montada longitudinalmente atrás do motor e incorpora um diferencial autoblocante ajustável. A transmissão semi-automática sequencial de seis velocidades tipo F1, controlada pelas patilhas no volante ou pelo pedal de embraiagem, acciona a embraiagem “Cerametallic” de duplo prato, concebid específicamente para este carro. A distância entre eixos é de 2625 mm, como a do Mégane Trophy, numa distribuição de pesos praticamente ideal, com 47,8% sobre as rodas dianteiras.
Refira ainda que o A110-50 se encontra privado de todos os modernos auxiliares de condução (como ABS, controle de tração, etc), de modo a proporcionar sensações de condução mais puras.
A carroçaria, também em fibra de carbono, “é muito cheia de curvas, tal como o A110 Berlinette” segundo palavras do responsável pelo projecto Axel Breun e é claramente inspirada no protótipo DeZir, de Laurens van den Acker, apresentado no Salão Automóvel de Paris em 2010. Segundo a Renault, o elegante fluir das formas esculpidas da carroçaria, é reforçado pela luzes sobre as quais “o ar parece fluir sem esforço”. Uma alusão às luzes adicionais da frente do modelo original dos anos sessenta, surge também agora numa reinterpretação nostálgica, sob a forma de projectores circulares LED, em amarelo. As entradas de ar laterais remetem também para as do A110, designadamente sob as cavas rodas traseiras, com a abertura do lado direito destinada ao arrefecimento da caixa de velocidades, e a esquerda para o compartimento do motor.
Para este A110-50, a Renault introduz uma nova tonalidade de azul, também numa reinterpretação do famoso azul Alpine orginal. O capô da frente é articulado e do motor de abre para a retaguarda, com as portas a abrir para cima e para a frente em movimento de tesoura. É possível ver o motor através de uma janela traseira.
O habitáculo é simples e inteiramente focado no espírito de competição, com cintos de segurança Sabelt completos e um volante que incorpora um ecrã a cores, utilizando a mesma tecnologia dos Fórmula Renault 3.5, que fornece toda a informação necessária ao condutor.
No desenvolvimento deste concept Alpine A110-50 foram aplicados conceitos herdados da experiência da Renault na Fórmula 1, como a Dinâmica Computacional dos Fluidos, utilizada para estudar a influência dos fluxos de ar no design do veículo.
Mais informações em www.renault.com

Texto: Jornal dos Clássicos
Imagens: Renault



PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment