Pedro Jerónimo e Carlos Hipólito vencem 500 Milhas ACP

Eventos 06 Mai 2012

Pedro Jerónimo e Carlos Hipólito vencem 500 Milhas ACP

A dupla Pedro Jerónimo/Carlos Hipólito foi a vencedora da edição de 2012 das 500 Milhas ACP, em Porsche 911 S 2.4, de 1972, inscrito na categoria G. No pódio, seguem-se-lhes as equipas de António Pereira/Luís Menezes, em Opel 1904 SR, de 1974 e de Cipriano Antunes/António Caldeira em Ford Escort MK I, de 1973. Por categoria, as vitórias foram para as duplas Paulo Almeida/Margarida Valente em Austin Cooper S de 1966, na categoria F e Fernando Carpinteiro Albino/Eduardo Carpinteiro Albino em Porsche 356 Super 90 de 1960, na categoria E.
Considerada pela organização como a prova “rainha” do calendário do ACP Clássicos, as 500 Milhas apresentaram este ano um novo formato, com partidas distintas de Lisboa, Coimbra e Porto, sendo a partida para o percurso comum até à Figueira da Foz dada a partir de uma concentração em Monte Real. Este percurso encontrava-se dividido em duas secções: Monte Real – Sta. Comba Dão, com 250,0 Km e Sta. Comba Dão – Fig. da Foz com 275,0 Km, ambas intercaladas com nove classificativas especiais, totalizando 730 kms.
Com a partida do Palace Hotel de Monte Real marcada para as 8:46, a prova começou bastante mais cedo para a maioria dos participantes, com o carro mais antigo a partir de Lisboa às 5:30 – o Sunbeam Talbot Alpine de 1954, com o nº 530. Refira-se que nas 500 Milhas ACP os números de prova correspondem ao tempo de partida, à semelhança do que acontece nas Mille Miglia desde 1949. Embora tanto a partida como a chegada à Figueira da Foz tenham decorrido com tempo seco, a chuva fez-se no entanto sentir nalguns troços, durante o desenrolar da prova, dificultando por vezes a vida aos partipantes, devido à acumulação de água no asfalto.
A tendência para uma diminuição acentuada no número de inscritos nas provas dos últimos anos, voltou este ano a fazer-se sentir com apenas 49 inscritos a alinhar à partida. Com o regulamento a admitir a participação a automóveis entre 1931 e 1974, as preferências foram claramente para os modelos ingleses com 21 participações, em distinta vantagem sobre os modelos alemães com 14 participações e os italianos com apenas 5 modelos inscritos. Dentro dos ingleses, a maioria das escolhas recaiu para os MG, com nove modelos inscritos e dentro dos alemães a esmagadora vantagem foi para os Porsche, igualmente com nove modelos inscritos. O automóvel mais recente a participar este ano, foi o Opel 1904 SR, de 1974, de António Pereira que, como referimos, se classificou em 2º lugar. O Sunbeam Talbot Alpine de 1954 fez parte do lote de sete desistências que este ano não completaram a prova.
As 500 Milhas ACP são uma competição fechada destinada em exclusivo a sócios do ACP, composta por uma prova de estrada disputada asfalto, sendo também disputadas, ao longo do itinerário, provas de regularidade em estrada (PRE), à figura (PRF) e por sectores (PRS).
Mais informações em www.acp.pt

Texto: Jornal dos Clássicos
Imagens: Gonçalo Macedo e Cunha em Lisboa, Nuno Castelhano em Monte Real, António Moreira e Paula Caldeira na Figueira da Foz, Carlos Seara Cardoso e Bruno Aires

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube