Tour Auto termina em Nice com Shaun Lynn na frente

Eventos 23 Abr 2012

Tour Auto termina em Nice com Shaun Lynn na frente

De Paris a Nice, a categoria VHC esteve sob o signo da “cobra”. Líder desde as primeiras fases desta prova, a equipa do britânico Shaun Lynn e de Kivlochan Kevin manteve sua vantagem e venceu esta 21ª edição Tour Auto Optic 2000, com o seu AC Cobra, marcando o ritmo na frente da prova logo desde as primeiras etapas. Após a vitória de Ludovic Caron / Didier David em 2011, este ano foi a vez do Cobra de Shaun Lynn “subir” ao pódio. Refira-se que os 5 AC Cobra inscritos completaram todos a prova. Nascido em 1962, a partir de um pedido especial de Carroll Shelby ao fabricante britânico AC Cars, solicitando um carro construído para acomodar um motor V8, esta poderosa máquina americana comemora assim o seu 50º da melhor forma. Foi em modelo idêntico, que a equipa de Mark e Duncan Freeman, se classificou em terceiro lugar da geral.
O segundo lugar foi para o menos poderoso, mas igualmente ágil Lotus Elan duo francês Damien Kohler / Sylvie Laboisne que lutou até o último dia para ganhar este título.
A categoria VHC G1/G2 foi dominada pelos Porsche, com o 906 de Mr John de B.Sibel a impôr-se na frente do 914/6 do casal Jean-Marc e Patricia Bussolini. Para sua segunda participação no Tour Auto Optic 2000, o motociclista Cyril Despres – quatro vezes vencedor do Dakar – em equipa com Antoine Vandromme, levou habilmente o seu Chevrolet Corvette ao 3 º lugar da categoria.
Os dois ex-pilotos oficiais da Renault, Alain Serpaggi e Jean Ragnotti assinaram uma “doibradinha” na categoria VHC H1/H2 com os seus Alpine A110 1800 GrIV, um automóvel que comemora também meio século. O casal Barbara e Didier Denat completa o pódio na 3ª posição no seu Porsche 911 RS, atrás dos ex-pilotos de fábrica.
No índice de desempenho, a vitória foi o Porsche 356 do duo anglo-francês Yves Junne / Lee Page-Maxted, seguidos do MGA “francês” de Olivier Mazoyer e Patrick Touze. Jean-Yves Grandidier, completa a tabela com o seu Aston Martin DB 2/4, nº 174.

Pódio VHC:
1º AC Cobra de 1963, nº 201 de Shaun Lynn e Kevin Kivlochan.
2º Lotus Elan 1965, nº 212 de Lotus Elan por Damien Kohler e Sylvie Laboisne
3º AC Cobra de 1964, nº 210 de Mark Freeman e John Freeman

Esta segunda vitória de Shaun Lynn no Tour Auto Optic 2000, premia não só a escolha do potente AC Cobra nº 201 “644 CGT”, mas sobretudo o talento de uma condução muito metódica. Recorde-se que a sua primeira vitória foi obtida em 2009, em Ford GT40.
Com o segundo lugar nesta sua 12ª participação, Damien Kohler, chega ao pódio com o Lotus Elan nº 212 pertencente a Hans Hugenholtz, sete vezes vencedor do Tour Auto.
O terceiro lugar foi para outra dupla britânica já habituada à prova: Mark e John Freeman, no seu AC Cobra, “53 COB” verde com o nº 210.

Pódio G / H / I
1º Alpine A110 Gr IV n º 1800 de 1975, nº 251 de Alain Serpaggi e Jean-Pierre Prevost
2º Alpine A110 Gr IV 1.800 de 1972, nº 250, de Jean Ragnotti e Francis Mercier
3º Porsche 906 de 1966, N º 255 de Mr John of B e Sibel

Nesta categoria, as honras da vitória foram para Alain Serpaggi e o seu 1800 Alpine A110 Gr IV de 16 válvulas. Recordemos que Serpaggi foi não apenas piloto como também responsável de desenvolvido na Alpine entre 1975 e 1995. Apesar das diferenças mecânicas (o Alpine de Jean-Pierre Prevost desenvolve mais 10 cv do que o nº 250) os dois Alpine permaneceram inseparáveis ​​até ao final desta prova, pelo que não é uma surpresa encontrar Jean Ragnotti em segundo lugar.
Em terceiro lugar encontramos o vencedor de 2010 desta categoria: o Porsche 906 nº 255 de Mr John of B.

Índice de desempenho:
O Porsche 356 nº 175 de Yves Junne, reinou sobre esta tabela de classificação, à frente do seu imediato perseguidor Olivier Mazoyer, no MGA com o nº 177, a mais de 21 minutos. Jean-Yves Grandidier, completa este índice com o seu Aston Martin DB 2/4, nº 174.

Regularidade:
A classificação oficial após a etapa de Collias designa como vencedor Jean-François Nicoules em Ford Mustang, seguido por Christian Fleury em Ferrari 275 GTB com o nº 51 e Jean-Paul Bertrand com o seu Ford Escort n º 97.

Esta foi a 21º adição do Tour Auto Optic 2000 desde que foi “ressuscitada” pela organização Auto Peter, responsável também pelos eventos Le Mans Classic e Spa Classic, entre outros.
Consulte a reportagem diária das etapas do tour na SECÇÃO ESPECIAL do Jornal dos Clássicos dedicada a este evento.

Texto: Jornal dos Clássicos
Imagens: Tour Auto

Classificados

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube