Audi avança com a compra da Ducati

Mercado 20 Abr 2012

Audi avança com a compra da Ducati

A Audi, divisão do grupo Volkswagen, disse ter concordado em comprar a fabricante italiana de motos Ducati, acrescentando assim a 12º marca ao seu portfólio, que incluia já a Lamborghini, bem como também a empresa de design e engenharia automóvel fundada por Giorgetto Giugiaro – Italdesign. O conselho de supervisão do maior construtor europeu aprovou a compra na quarta-feira, e embora não tenha sido revelados detalhes do acordo, a agência Reuters refere valores na ordem dos 1 130 milhões dólares.
Alguns analistas que questionaram esta compra, referem que a mesma não apresenta qualquer lógica económica ou industrial e apenas reflete a paixão que o Ferdinand Piech, presidente do grupo VW, nutre pelas competências da empresa italiana design e em motores leves. “Não posso vejo uma razão concreta para justificar a compra da Ducati pela Audi”, disse Stefan Bratzel, diretor do Centro Automóvel da Universidade de Ciências Aplicadas em Bergisch-Gladbach. “A Ducati não aumenta o volume de negócio da Audi de forma alguma, é apenas mais um troféu na parede”, acrescentou.
Com uma produção anual de cerca de 40 000 unidades, a Ducati tinha sido adquirida em 2006 pelo grupo Investindustrial, tendo desde então feito crescer as suas as receitas anuais em 37 por cento, para um valor de 480 milhões de euros. Os lucros operacionais da Ducati foram de 51 milhões de euros no ano passado.
“Acreditamos que a Audi é o melhor parceiro para continuar o processo de globalização que já se encontra a decorrer” referiu Andrea Bonomi, presidente da Investindustrial.
A Ducati foi fundada em 1926 pelos três irmãos Adriano, Marcello e Bruno Ducati, sob o nome Societa Scientifica Radio Brevetti Ducati, em Bologna, para produzir tubos de vácuo, condensadores e outros componentes para rádios. A produção de motociclos iniciou-se depois da Segunda Guerra Mundial, em 1949. Desde há várias décadas que a Ducati está empenhada na competição através da sua divisão Ducati Corse, que ocupa cerca de 10% da sua força de trabalho. Presentemente a Ducati compete no MotoGP, no Campeonato Mundial de Superbikes e outros campeonatos nacionais.

Texto: Jornal do Clássicos
Imagens: Arquivo

Deixe um comentário

Please Login to comment

Siga-nos nas Redes Sociais

FacebookInstagramYoutube