Alfa Romeo

Modernos 06 Mar 2012

Alfa Romeo “Disco Volante” apresentado em Genebra

Foi com o nome “Disco Volante 2012” que o carroçador italiano Touring Superleggera apresentou hoje o seu mais recente modelo – disponível apenas sob encomenda – no salão Salão Automóvel Internacional de Genebra. Esta versão 2012 celebra o 60º aniversário da apresentação em 1952 do “Disco Volante” original, o Alfa Romeo C52.
O modelo estático apresentado é baseado nas modificações do grupo FIAT feitas ao chassis do Maserati 4200 e GranTurismo para produzir o Alfa Romeo 8C Competizione, mantendo o carroçador milanês também a características mecânicas deste último: o motor V8 4,7 litros de 450 cavalos montado longitudinalmente (com um binário máximo e 480 newton-metro), acoplado a uma transmissão automática de seis velocidades com comandos no volante e diferencial auto-blocante. Os elementos de suspensão e o sistema de travagem também se mantêm na íntegra.
Esta nova proposta da Touring Superleggera é claramente destinada aos clientes mais abastados e coleccionadores de automóveis com posses suficientes para adquirir primeiro um 8C Competizione e esperar 6 meses pela aplicação da nova carroceria, a custo ainda não divulgado ao público. Embora com elementos de fibra de carbono, esta nova carroceria é fundamentalmente constituída por painéis de alumínio feitos à mão, segundo os mais elevados padrões da melhor tradição italiana do sector, pelo que cada automóvel poderá será considerado como uma peça única.

Future-retro

Num estilo declaradamente “retro”, este “Disco Volante 2012” presta homenagem às linhas futuristas que influenciaram o design automóvel nos anos cinquenta, no início da era espacial, aplicadas a um modelo da casa que acabou por ser abandonado por dificuldades financeiras na Itália do pós-guerra: o já referido C52. Considerado como o percursor visual do Jaguar E-Type (produzido cerca de 10 anos depois e com o qual partilha semelhanças de design imediatas), o C52 era ele próprio baseado na berlina de produção 1900, com um motor modificado. Foram obviamente as suas formas aerodinâmicas criadas por Carlo Felice Bianchi Anderloni e o seu consequente reduzido atrito que lhe angariaram a alcunha interna de disco-voador e que mais tarde foi abraçada pelo público. Refira-se ainda que foram apenas produzidos quatro exemplares do C52, originalmente todos abertos – ou spyder – dos quais um foi posteriormente transformado em coupé e se encontra no Museo Historico Alfa Romeo, em Arese, ao lado de um spyder original.
Mais informações em www.touringsuperleggera.eu

Texto: Jornal dos Clássicos
Imagens: Touring Superleggera



PARTILHAR:

Deixe um comentário

Please Login to comment