Lancia Fulvia Coupé: Ressuscitado mas pouco

Clássicos 06 Dez 2018

Lancia Fulvia Coupé: Ressuscitado mas pouco

Por Tiago Nova

Em 2003 o nome Fulvia foi ressuscitado num protótipo, o Lancia Fulvia Coupé Concept, inspirado no Fulvia original de 1965, 40 anos após a apresentação do Fulvia 1.2 no Salão de Genebra, um automóvel bem construído e único devido às soluções mecânicas adoptadas. Desenhado pelo Centro Stile Lancia, sob direcção de Flavio Manzoni, este protótipo fez a sua estreia em Setembro de 2003 no Salão Internacional de Frankfurt, baseado na plataforma do Fiat Punto MK2, mais concretamente do Fiat Barchetta.

 

O estreito habitáculo de dois lugares era estufado em pele Testa di Moro acompanhado com acabamentos em madeira Tanganika Frisé, contrastando com a pintura exterior em branco Avorio. O interior é inspirado nos anos sessenta, com duas backets e um tratamento mais moderno, mas o tablier tem um estilo bastante retro. A carroçaria tem claramente inspiração do Fulvia Coupé de 1965, com a forma de “three-boxes”, mas a distância entre eixos é maior, para ter melhor estabilidade.

 

Este protótipo, como o modelo em que é baseado, é de tracção frontal, pesa 990 kg e é animado por um motor, montado transversalmente, de quatro cilindros em linha com 16v 1.8L VVT que debita 140 cv às 6400 rpm, que leva o automóvel dos 0 aos 100 km/h em 8.6 segundos, atingindo uma velocidade máxima de 213 km/h. Toda a carroçaria é feita em alumínio para o peso se fixar numa cifra mais baixa. O motor está acoplado a uma caixa de cinco velocidades.

 

A suspensão frontal é MacPherson e na traseira de trailing arms. O único sistema electrónico integrado neste modelo é o ABS, porque a Lancia queria que o automóvel tivesse uma condução pura, dispõe de travões de disco nas quatro rodas, com discos ventilados na frente. Este protótipo estava assente em pneus Pirelli PZero Nero.

 

Apesar da produção em massa ter sido considerada durante o seu desenvolvimento, este novo Fulvia não passou da etapa de protótipo, apesar do modelo aqui apresentado ser completamente funcional e parecer até um modelo de pré-produção, na altura a situação económica pouco favorável do Grupo Fiat não ajudou. Este Fulvia também serviu para testar novas soluções estéticas e de construção para futuros modelos da Lancia.

 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
ArrowArrow
Slider


PARTILHAR:

Mais Populares

Deixe um comentário

avatar