BMW Serie 3 Compact E36/5: Arquitectura desportiva

Arquivos 01 Nov 2018

BMW Serie 3 Compact E36/5: Arquitectura desportiva

Por Tiago Nova

O BMW Serie 3 Compact viu a sua primeira geração, a E36/5, ser lançada em 1993 e não era mais do que a versão de dois volumes do BMW Serie 3 E36. O Serie 3 Compact tinha uma arquitectura única, em relação aos seus concorrentes, em que esta passava pelo posicionamento do motor na frente e que transmitia a potência às rodas traseiras.

 

Este modelo da BMW também utilizava uma designação única, em relação aos outros modelos da gama, que era o “ti” nas versões a gasolina mais potentes, o 318ti e posteriormente o 323ti, que significava “Turismo Internazionale”, tendo ido buscar inspiração aos BMW 2002 ti dos anos 60. Por falar nos BMW New Class, o Serie 3 Compact foi o primeiro hatchback da BMW desde o final de produção do BMW 2002 Touring, em 1974. Após ser substituído pelo Serie 3 Compact E46/5, em 2000, este modelo desapareceria, surgindo no seu lugar o novo Serie 1, em 2004.

 

Da frente até ao pilar A o Serie 3 Compact é em tudo similar ao Serie 3 E36, a partir daí tudo é diferente e único neste modelo. No interior é quase tudo igual ao E36, com excepção dos bancos traseiros rebatíveis e alguns pormenores do E30. Em Setembro de 1996, o Serie 3 Compact recebeu um facelift, e as alterações incluíam uma nova grelha, farolins, para-choques e espelhos. Aquando o seu lançamento só estavam disponíveis motores de quatro cilindros em linha a gasolina, tendo sido, posteriormente, lançado os motores diesel, os motores de seis cilindros em linha e ainda motores movidos a CNG, ou a gás natural comprimido. Assim, no lançamento deste modelo, estavam disponíveis somente dois modelos, o 316i com o motor M43B16, de 1.6 litros que debita 10 2cv às 5500 rpm e 150 Nm às 3900 rpm e o 318ti, com o motor M42B18, de 1.8 litros, que tem 140 cv às 6000 rpm e 175 Nm às 4500 rpm, este motor era o mesmo que equipava o BMW 318iS e o BMW Z3.

 

Em 1995, apareceu então o 316g, a versão a CNG, que utilizava o motor M43B16 mas que quando estava a funcionar a gás debitava somente 80 cv. O 318ti recebeu um novo motor, o M44B19, agora de 1.9 litros, que debita 143 cv às 6000 rpm e 180 Nm às 4300 rpm. Nesse mesmo ano foi lançada a versão diesel, o 318tds, com o motor M14D17 equipado com turbo, tendo sido o primeiro motor diesel de quatro cilindros introduzido pela BMW, e tinha 1.7 litros, 90 cv às 4400 rpm e 190 Nm às 2000 rpm.

 

Em 1997 apareceu então a versão de topo desta geração do Serie 3 Compact, o 323ti, equipado com o motor de seis cilindros M52B25, de 2.5 litros que produz 174 cv às 5500 rpm e 245 Nm às 3950 rpm. No último ano de produção, em 1999, o 316i recebeu um novo motor, o M43B19, de 1.9 litros, produzindo 105 cv às 5300 rpm e 165 Nm às 2500 rpm. Nos EUA, somente foi vendido o 318ti, inicialmente com o motor 1.8 litros de 140 cv, e em 1996, para responder às normas OBD-II, foi introduzido o motor 1.9 litros de 143 cv.

 

A suspensão frontal é MacPherson, igual à do BMW E36. Na traseira tem o sistema de suspensão da anterior geração do Serie 3, o E30, composto por um “semi-trailing arm”, ao contrário do eixo Z do E36. Este tipo de suspensão também foi utilizada no Z3, e era mais compacta e barata de produzir.

 

Neste modelo existia um pacote mais desportivo, denominado M Sport Package, que dava um ar mais agressivo ao automóvel, com para-choques e embaladeiras especificas, assim como as jantes de cinco raios. No interior tem com bancos desportivos em pele, volante e moca da caixa de velocidades M. A suspensão também é mais baixa e dura, para apurar a condução.

 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
ArrowArrow
Slider

TAGS: BMW Serie 3 Compact


PARTILHAR:

Mais Populares

Deixe um comentário

avatar