Valentino Balboni: A incrível história do “provador” de Lamborghinis

Arquivos 05 Ago 2018

Valentino Balboni: A incrível história do “provador” de Lamborghinis

Por Abílio Santos

Valentino Balboni é um nome conhecido no meio automóvel, principalmente no universo Lamborghini, mas quem é este homem de grande estatura, ar de bon vivant e que vive para acelerar?
 
Nascido a dia 13 de Maio de 1949, em Casumaro, Itália, frequentou o período escolar até atingir a maioridade. Depois disso, como a sua família precisava de ajuda para as despesas e o seu Pai queria, Balboni começou a tratar de arranjar um trabalho.
 
Balboni morava muito próximo da fábrica da Lamborghini, em Sant’Ágata Bolognese, e num certo dia o padre da vila, Alfredo Pizzi, deixou-o em frente da fábrica quando nesse momento estava um camião a descarregar carroçarias do Miura desenvolvidos por Bertone, oriundos de Turim.
 
Valentino naturalmente atraído pelas belas máquinas manifestou interesse em trabalhar na fábrica de “automóveis de sonho” e preencheu um formulário de candidatura. Um mês depois começava a trabalhar para a “Automobili Lamborghini”.
 
O ano de 1968 marca o início da carreira de Valentino Balboni na empresa de Ferruccio Lamborghini. Começou como aprendiz de mecânico e por isso executava tarefas básicas como limpar o chão, as ferramentas e os veículos na oficina.
 
Depois tratava de pôr os automóveis a trabalhar, retirava-os da oficina de manhã e colocava-os no estacionamento e à noite tratava de os recolher para a oficina.
 
Alguns meses depois começou a dar umas voltas com os Lamborghinis circundado os edifícios da fábrica, antes de os estacionar no local próprio, pormenor esse que não passou despercebido aos responsáveis da marca.
 
Certo dia, o Diretor Geral da Lamborghini, sabendo o que Valentino fazia e como precisava de mais pilotos de testes, propôs-lhe um período de aprendizagem com o piloto de testes Bob Wallace para verificar se Balboni tinha a atitude e os requesitos necessários para ser piloto de testes da Lamborghini.
 
valentinobalboni7
Durante um ano apreendeu com o “instrutor” Bob Wallace as noções básicas que precisava e depois disso, Balboni passou a ser oficialmente piloto de testes da Lamborghini.
 
O dia 5 de Setembro de 1973 foi para Balboni um dia emocionante e inesquecível porque foi a data em que ele oficialmente testava um automóvel, nada mais nada menos que um Miura SV, com o chassis #5110, Nero Cangiante.
 
Daí em diante Valentino Balboni testou cerca de 80% dos automóveis produzidos pela Lamborghini, como o impressionante Countach, o Silhouette, o Jalpa, o Diablo, o Murciélago, o Gallardo, entre outros.
 
valentinobalboni5
Para Valentino, conforme entrevistas que já deu, o automóvel é como um ser humano que ao ser testado vai “falando” com o condutor que terá de perceber e interpretar as reações e aquilo que o automóvel “diz”, e tem de haver um “entendimento mútuo” para se saber quais as afinações a efetuar após o teste ao automóvel e saber transmitir isso aos engenheiros.
 
Valentino Balboni trabalhou durante 40 anos, de 1968 a 2008, como piloto de testes na Lamborghini, desde o tempo do seu fundador, Ferruccio Lamborghini, até aos tempos modernos da fibra de carbono, trabalhando também no desenvolvimento dos modelos e no atendimento de alguns clientes mais exclusivos, algumas celebridades que faziam questão de conversar com Balboni para ouvir as suas “dicas” de condução desportiva.
 
Em 2009, a Lamborghini para homenagear o seu piloto de testes lançou a versão Lamborghini Gallardo LP 550-2 Valentino Balboni, com produção limitada a 250 unidades.
 
Um modelo com um motor V10, de 5,2 l, com 550 cv, e duas rodas motrizes no eixo traseiro, da preferência de Balboni, e 320 Km/h de velocidade máxima, pintado com uma faixa branca longitudinal ladeada por uma linha dourada, e uns estofos pretos também com faixa branca, ao estilo do inesquecível clássico Miura.
 
Balboni é muito requisitado e presença assídua nos Concursos de Elegância Automóvel por todo o Mundo, funcionando como embaixador da Lamborghini e refletindo a sua grande importância para os aficionados da marca do Touro.
 
Nos passados dias 4, 5 e 6 de Maio de 2018, na terra natal de Balboni, e em sua homenagem, reuniram-se um total de 70 automóveis, provenientes de 17 países, dos quatro continentes, com uma variedade de veiculos desde o primeiro modelo da Lamborghini o 350 GT ao seu último modelo o Urus, traduzindo aquilo que ele representa para os proprietários de Lamborghinis.
 
Em Portugal, Balboni é o convidado especial da XIII edição do Caramulo MotorFestival, o maior e provavelmente o melhor evento motorizado em Portugal, a realizar entre os dias 7 e 9 de Setembro de 2018.
 
Também vai marcar presença, como convidado especial, no Supercar Rally dos Açores, a decorrer entre os dias 15 a 22 de Setembro deste ano, onde conduziu um Lamborghini Gallardo Super Leggera LP 570-4, de Pedro Gomes, na gravação de um vídeo promocional, em Fevereiro deste ano.
 
Balboni também vai estar presente, como padrinho especial, na quinta edição do Dream Route, um Rali de luxo da América Latina a realizar, de Florianópolis até Porto Alegre, no Brasil, de 23 a 26 de Novembro de 2018.
 
Valentino tem actualmente uma empresa denominada “VB” que iniciou a produzir um número limitado de 30 escapes destinados ao Lamborghini Aventador Super Veloce, só para os clientes mais exclusivos. São autênticas “peças de arte” que levam 350 horas para serem produzidos, todas em titânio com 5,3 kg, e que segundo Balboni “são uma nova dimensão do som”.
 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
ArrowArrow
Slider


TAGS: Lamborghini Valentino Balboni


PARTILHAR:

Mais Populares

Deixe um comentário

avatar