RM Sotheby's leiloa Ford 40 GT Mk II que foi ao pódio das 24H de Le Mans em 1966

Mercado 01 Ago 2018

RM Sotheby’s leiloa Ford 40 GT Mk II que foi ao pódio das 24H de Le Mans em 1966

A RM Sotheby’s anunciou a adição de um Ford GT 40 de 1966, chassis P/1016, um dos três GT 40 que impulsionaram a primeira vitória da Ford no mítico Circuit de la Sarthe, à venda que decorrerá a 23 e 24 de Agosto em Monterey.

 

Como parte do trio de GT 40 que conquistaram o 1º, 2º e 3º lugares nas 24 Horas de Le Mans de 1966, o chassi número P/1016 usou o número 5 e foi conduzido pela dupla americana Ronnie Bucknum e Dick Hutcherson da Holman & Moody, completas 348 voltas subiram ao terceiro lugar do pódio. No primeiro e segundo lugares ficaram outros dois Ford GT 40, o primeiro conduzido pelos vencedores Bruce McLaren e Chris Amon e o outro pelos vice-campeões Ken Miles e Denny Hulme, este foi considerado o ponto de viragem nas conquistas automobilísticas da Ford, já que a marca americana ansiava por um grande título de competição.

 

O  GT 40 Mk II resultou da evolução do Ford GT 40 original, equipado com um motor V8 de 7.0 litros, o novo modelo ia de encontro à ambição da Ford de criar um carro de corrida com motor central capaz de atingir as 200 mph. O “40” da nomenclatura deste modelo da Ford deve-se aos 1,02 metros de altura que correspondem a 40 polegadas. O aparecimento do GT 40 representou uma mudança radical na dinâmica da tecnologia de motores na edição de 1966 das 24 Horas de Le Mans. Comparado com os rivais, incluindo a Porsche, com o modelo 906 equipado com um 1,9 ‘flat six’ ou com os 275 GTB Competizione da Ferrari equipados com um V12 de 3,3 litros, o motor da Ford estava à frente do seu tempo e desempenhou um papel importante no sucesso desportivo da marca.

 

O P/1016 ficou concluído a 11 de Setembro de 1965  e foi enviado para a Sebring International Raceway antes de correr nas 24 Horas de Daytona a 5 e 6 de Fevereiro de ’66.  A Ford venceu a prova americana, todavia o P/1016 conduzido por Bucknum e Richie Ginther não concluiu a corrida devido a uma falha na caixa automática após 13 horas de prova. Entre os vários GT 40 que competiram e venceram  corridas nos meses seguintes, este continua a ser o único exemplo a ter corrido como um modelo automático.

 

Alexander Weaver, especialista em automóveis da RM Sotheby’s  afirmou “O estatuto do P/1016 fala por si,  se não fosse este automóvel a história do automobilismo como a conhecemos seria muito diferente. A venda deste GT 40 representa uma verdadeira oportunidade para qualquer coleccionador ou entusiasta para adquirir uma parte significativa da história do automobilismo. Este Ford foi restaurado para voltar à condição em que correu, o que será crucial para qualquer potencial comprador. Este GT 40 é, e sempre será lembrado como um dos Fords que finalmente derrotou a Ferrari.”

 

Após o sucesso em Le Mans o GT 40 Mk II competiu por mais três vezes em 1967,  mais tarde este exemplar fez várias aparições nos Estados Unidos, vencendo o prémio “People’s Choice” em Pebble Beach, corria o ano de 2003. A RM Sotheby’s estima que o valor da venda se fixe entre os 7,6 e os 10,2 milhões de euros.

 

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
ArrowArrow
Slider

TAGS: Ford GT40 RM Shoteby's


PARTILHAR:

Mais Populares

Deixe um comentário

avatar