Núcleo Alentejo do 4.Clube.Portugal celebra aniversário

Clássicos 15 Out 2014

Núcleo Alentejo do 4.Clube.Portugal celebra aniversário

No primeiro fim-de-semana de Outubro realizou-se um “cachondeo en Barrâncu”, mais uma etapa dos “eat-inerários em slow cars”, projecto que tem vindo a percorrer terras alentejanas em R4 (e.g. Castelo de Vide, Azaruja, Mármores, EN4, Évora, Arraiolos). O passeio aproveitou para comemorar o aniversário do Núcleo Alentejo do 4.Clube.Portugal, por deslumbrantes, remotas, e pouco conhecidas paisagens de Barrancos e pela hermana Encinasola.
 
Os convivas R4 (uma de Condeixa) e a já inseparável “autocaravana Morais” convergiram para um fim-de-semana calmo e familiar, que pretendeu dar a conhecer um pouco de Barrancos, distante e deslumbrante região pouco conhecida de muitos – “península” com pouco mais de 1800 habitantes, dos poucos concelhos portugueses com uma única freguesia, vila dos “100 km” (quilometragem aproximada a que se encontra de Évora, Beja, Badajoz, Sevilha…) onde distância é abandono, mas também defesa e preservação de uma singular comunidade. Num cruzamento entre o falar português, o castelhano e o barranquenho, esta expedição em R4 percorreu amplas paisagens e declivosos barrancos junto à Raia/Raya, sempre com o Múrtega e o Ardila por perto, visitou algum do património desta região (e.g. Pipa, Noudar, xistos, Mina de Aparis), degustou sabores únicos destas terras (e.g. porco preto, catalão, sopa de batata) e “tapeó” na vizinha Encinasola, sempre por espaços tradicionais e tradições, num ambiente descontraído e calmo, com crianças e animais de estimação por perto:
– dia 4 (Dia do Animal): miradouro, alto de São Bento, almoço “na telha”, Pipa (e.g. fonte), Cadaval (ponte e Pascoela), pedreira do Mestre André (xistos e icnofósseis), Encinasola (tapeos), Praça da Liberdade, sociedades (“piporro” na dos “ricos” e petisco barranquenho na dos “rapazes”), Herdade da Coitadinha (dormida);
 
– dia 5 (Aniversário do Núcleo Alentejo do 4.Clube.Portugal), com a simpática companhia do comandante dos BVBarrancos: Noudar e envolvente, choça do Tio Marujo, infusão de menta na Coitadinha, Praça da Liberdade (e.g. Igreja de N. Sra. da Conceição, almoço barranquenho, bolo de aniversário), Eiras Altas e Mina de Aparis (que incluiu geocaching)…

 
“A Barrancos só se vai de propósito; não é uma terra de passagem, como as outras” (Norberto Franco, 2005) – e a vontade de repetir este descontraído “cachondeo en Barrâncu”, calmo encontro com a Natureza e uma comunidade única, ao ritmo da Natureza e das R4, ficou no ar…
 
Especiais agradecimentos são devidos à Câmara Municipal de Barrancos (Jacinto Saramago e Marcelino), ao Parque de Natureza de Noudar (Débora Moraes), à Adega de Barrancos (Manuel Chamorro), a José Projecto, à Topos & Clássicos, à DAC, aos convivas (de duas e quatro patas) envolvidos…
 
Assim, por terras raianas/rayanas de Barrancos e Encinasola decorreu um “cachondeo en R4” de celebração do aniversário do Núcleo Alentejo do 4.Clube.Portugal, o qual tem vindo a percorrer paisagens transtaganas na semper fidelis Renault 4.
 
Texto: Victor Lamberto
Imagens: Florence Melen, Georges Lamberto, João Santos, Paulo Bombaça e Victor Lamberto



PARTILHAR:

2
Deixe um comentário

Please Login to comment
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Victor LambertoHelder Cunha Recent comment authors
Victor Lamberto
Visitante
Victor Lamberto

Obrigado, caro Helder (amigo) Cunha!

Dia 15 haverá outro passeio, agora por terras de Borba, entre vinhas, vinhos e petiscos!

Inscrições terminam no dia 7, pois temos visitas e provas de vinho incluídas…

Helder Cunha
Visitante
Helder Cunha

Foi com muita pena minha que faltei a este magnifico encontro mas desejo os meus parabéns ao Núcleo Alentejo por mais um aniversario aos organizadores e a todos os presentes aquele abraço de sempre.